Caitlin Moran revelou que uma cena musical de masturbação foi cortada do filme How To Build a Girl, estrelado por Beanie Feldstein, de Grey’s Anatomy.

O filme adapta o livro semi-autobiográfico de Moran e acompanha Johanna Morrigan, enquanto ela embarca em uma carreira de jornalismo musical, enquanto tenta se construir como adolescente.

Ainda que o filme tenha cenas com absorventes caindo de seus shorts durante uma aula de educação física, Caitlin revelou que há cenas que a roteirista/ autora teve de cortar.


Em entrevista ao Metro, a roteirista do filme estrelado pela atriz de Grey’s Anatomy falou um pouco sobre essas cenas.

“Inicialmente queríamos que começasse com um trecho musical com ela se masturbando com todas as suas fantasias aparecendo na frente dela”, disse Moran.

“Tipo Aslan, os três marinheiros do musical On The Town e talvez alguns Muppets… Gonzo, acho ele bem atraente… mas conseguir os direitos sairia caro demais”, continuou a roteirista de How to Build a Girl.

Outros tempos

A roteirista ainda brincou, dizendo que, quando começou a escrever o roteiro, “masturbação não tinha sido inventado para mulheres”.

“Isso foi antes de Fleabag, antes de Amy Schumer, antes de Girls. Então, quando começamos a gravar o filme, todos estavam se masturbando”, disse a autora.

“Então, embora eu tenha inventado isso em 2010, eu não posso colocar uma cena de masturbação no filme”, disse a autora.

How to Build a Girl, estrelado por Beanie Feldstein, de Grey’s Anatomy, está disponível na Amazon Prime Video, dos EUA. Ainda não há data de estreia no Brasil.