O famoso compositor italiano Ennio Morricone morreu aos 91 anos. O músico faleceu em Roma, na Itália, e a notícia foi confirmada no dia 6 de julho.

Informações são de que o compositor morreu por causa de complicações de uma queda que teve. Uma semana antes do falecimento, Morricone quebrou o fêmur.

O músico italiano é um dos grandes nomes em Hollywood quando se trata de composições para filmes. Morricone trabalhou em mais de 500 filmes.


O Oscar dele foi conquistado com os Os Oito Odiados, de 2015, de Quentin Tarantino. O italiano também recebeu um Oscar honorário em 2007, que foi entregue por Clint Eastwood.

Ao trabalhar com Tarantino, Morricone definiu a parceria como “perfeita”. O compositor não recebeu qualquer orientação para criar a trilha sonora e fez um grande trabalho.

Carreira marcante

A primeira grande parceria do compositor foi com o diretor italiano Sergio Leone. Os dois trabalharam em sete filmes juntos, sendo que se conheceram ainda na escola.

Alguns dos trabalhos dos dois foram Por uns Dólares a Mais, Três Homens em Conflito e Era uma Vez no Oeste. Os dois primeiros foram protagonizados por Clint Eastwood.

Um grande arrependimento da carreira de Morricone foi nunca ter trabalhado em longas que tiveram a direção de Clint Eastwood.

Morricone ainda foi indicado ao Oscar por filmes como Os Intocáveis, 1987, Bugsy, de 1991, e Malena, de 2000. O compositor também colecionou parcerias famosas.

O italiano fez trabalhos com Bernardo Bertolucci (1900), John Carpenter (O Enigma de Outro Mundo), William Friedkin (Síndrome do Mal), Brian De Palma (Os Intocáveis) e Pedro Almodovar (Ata-me!).