Kenny Ortega, diretor de três filmes de High School Musical, explicou por que Ryan Evans (Lucas Grabeel) não era abertamente gay nos filmes.

O cineasta disse que não tinha certeza se a Disney estava pronta para “cruzar essa fronteira” quando os filmes estavam sendo feitos nos anos 2000.

“Tenho de ser honesto contigo”, disse o diretor de High School Musical à Variety. “Eu não achava, na época [que a Disney ia querer isso] – e a Disney é o grupo mais progressivo com quem trabalhei”.


Outros tempos

O diretor continuou falando sobre suas preocupações em inserir um personagem abertamente gay em High School Musical.

“Eu estava preocupado porque era algo para a família e crianças, e a Disney poderia não estar pronta para cruzar essa fronteira e entrar nesse território”.

“Então fiz as escolhas que achei que aqueles que assistiam aceitariam. Eles veriam, eles sentiriam, eles saberiam e se identificariam com isso”, continuou o diretor.

Ainda na entrevista, Ortega, que também é gay, foi perguntado se ele acha que High School Musical e outras obras possuem uma estética queer.

“Sim, com certeza acho, porque é quem eu sou”, respondeu o diretor. “Eu coloco muito de mim mesmo no meu trabalho”.

Os filmes de High School Musical estão disponíveis no Disney Plus, que ainda não chegou ao Brasil.