A franquia Animais Fantásticos está amaldiçoada? Depois de dois filmes e com um terceiro a caminho, a saga que deriva de Harry Potter está agora na posição incômoda de ter um trio de seus principais talentos em diferentes temperaturas de polêmica.

A autora J.K. Rowling atuou como roteirista dos filmes, mas agora é um sério ponto de controvérsia devido ao seu passado (e declarações ainda em curso) sobre questões trans que levaram até as estrelas dos filmes de Harry Potter e Animais Fantásticos a discordar de seus comentários e críticas.

O ator Johnny Depp interpreta o vilão da franquia, Gellert Grindelwald, e está no centro de polêmica há anos devido a alegações de violência doméstica feitas por sua ex-mulher, Amber Heard. O ator Ezra Miller interpreta o personagem Credence Barebone e recentemente foi detonado depois que um vídeo apareceu nas redes sociais de Miller aparentemente sufocando uma fã no chão do lado de fora de um bar em Reykjavik, na Islândia.


Figuras controversas

Obviamente, cada situação é muito diferente e vem com seu próprio contexto. Rowling foi universalmente criticada por suas crenças anti-trans, enquanto afirma que é uma defensora progressiva ao longo da vida, defendendo os direitos das mulheres.

Depp negou veementemente as alegações de Heard, dizendo que ela o abusou, e alguns fãs acham que Depp provou sua inocência com uma gravação de áudio vazada de Heard dizendo coisas para Depp como “Eu estava batendo em você” e “Não posso prometer que não vou ficar violenta de novo. Às vezes fico tão brava que perco o controle”.

Depp também está processando o jornal The Sun por difamação pelas acusações de abuso em um julgamento que deve começar em breve e pode emprestar um veredicto oficial para a questão. Já Miller ainda não comentou sobre o vídeo em que apareceu sufocando a fã.

O problema de Animais Fantásticos é menos sobre os detalhes de cada caso (embora a questão de Rowling pareça especialmente prejudicial) e mais sobre o fato de que agora há três talentos polêmicos ligados a um próximo filme.

O filme anterior, Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald, de 2018, lutou poderosamente com a forma de lidar com Johnny Depp, que se divorciou de Heard em 2016. O ator fez uma aparição vivendo o personagem na San Diego Comic-Con e concordou em participar de apenas uma entrevista para promover o filme.

Além do tumulto em torno do filme, alguns fãs acusaram o longa de abordar a homossexualidade de Dumbledore com certa vergonha e de lidar com a história de Nagini de uma maneira racialmente ofensiva. Agora, a questão é se uma franquia de filmes familiar e cara pode permanecer à tona com tantas controvérsias.

Ainda há outro fator a considerar: a bilheteria. O primeiro filme, Animais Fantásticos e Onde Habitam, de 2016, arrecadou US$ 814 milhões em todo o mundo.

Então, Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald caiu para US$ 654 milhões em todo o mundo e também recebeu críticas muito mais negativas. O declínio no interesse dos fãs e estima da crítica configurou o terceiro filme como uma produção preocupante.

No entanto, interromper a franquia também pode ser financeiramente doloroso para o estúdio. Os dois primeiros filmes começam uma história e seu valor futuro como produtos (para os fãs alugarem e possuírem) depende da conclusão da história.

Mesmo que os filmes restantes simplesmente fracassassem nas bilheterias, eles certamente valeriam a pena, já que uma história completa do começo ao fim sempre será mais valiosa depois que termina.

O plano original era fazer cinco filmes de Animais Fantásticos, cada um ambientado em um país diferente no Mundo Mágico. Então o que acontece agora?

A produção do terceiro filme – amplamente ambientada no Rio de Janeiro, Brasil – estava programada para começar em 13 de março, mas as filmagens foram interrompidas no último minuto devido à pandemia de coronavírus. A data de lançamento está marcada para 12 de novembro de 2021, mas isso provavelmente mudará.

A Warner Bros. não está comentando sobre as controvérsias no momento. Indiscutivelmente, a questão mais difícil é Rowling, que é importante como parte criativa da franquia e bastante inflexível em seus pontos de vista.

No terceiro filme, ela se juntou ao roteirista de Harry Potter, Steve Kloves, mas não há como evitar o fato de que ela co-escreveu o roteiro e planejou os filmes restantes. O Mundo Mágico pertence a Rowling, assim como a Terra Média pertence a J.R.R. Tolkien.

Até certo ponto, um certo grau de tumulto dos fãs sobre grandes franquias parece cada vez mais inevitável (Marvel e Star Wars também tiveram controvérsias nos últimos anos). No entanto, Animais Fantásticos está agora carregando um fardo coletivo que nenhum feitiço pode fazer desaparecer.

Como mencionado anteriormente, Animais Fantásticos 3 está marcado para 12 de novembro de 2021. No entanto, pode acabar sendo adiado por causa da pandemia de coronavírus.