Gal Gadot pode não ter sido tão bem recebida inicialmente pelos fãs, quando foi anunciada no papel da Mulher-Maravilha. Isso logo mudou com sua aparição em Batman vs. Superman e no seu filme solo.

Agora, em entrevista ao The Sun, a atriz falou sobre como se sente ao retornar ao papel da heroína da DC em Mulher-Maravilha 1984, comentando especialmente sobre sua armadura dourada.

“Há algo de especial nessa armadura dourada, ela te coloca imediatamente no personagem. Fica lindo e me sinto sexy quando estou dentro dela. Sinto-me incrível”, disse Gal Gadot.


“Eu não consigo imaginar a minha vida sem a Mulher-Maravilha. Tem sido tão intenso e tão empoderador, teve um impacto imenso na minha vida pessoal”, continuou a atriz.

Vamos ver como essa armadura vai se encaixar na trama de Mulher-Maravilha 1984.

Prelúdio de Mulher-Maravilha 1984

Mulher-Maravilha 1984 chega aos cinemas em poucos meses – se o coronavírus deixar – mas os fãs podem segurar a ansiedade um pouco graças a um novo prelúdio anunciado pela DC.

Conforme foi revelado pelo THR, o filme contará com duas histórias que foram um prelúdio e será lançado em setembro de 2020.

A revista prelúdio de Mulher-Maravilha 1984 é escrita por Louise Simonson e Anna Obropta, produtora do filme. A ilustração é de Bret Blevins.

Uma das histórias mostrará a Mulher-Maravilha tentando salvar reféns sendo mantidos no museu Smithsonian.

Já a segunda história, de Steve Pugh e Marguerite Sauvage, mostrará um ladrão tentando roubar o laço da verdade da Mulher-Maravilha.

Na trama da continuação, a heroína da DC vai para a década do título. Nessa aventura, a Mulher-Maravilha lidará com o misterioso retorno de Steve Trevor, personagem de Chris Pine que tinha morrido no primeiro longa.

O filme Mulher-Maravilha 1984 trará ainda os personagens Maxwell Lord (Pedro Pascal) e Mulher-Leopardo (Kristen Wiig). Os dois devem ser os principais desafios da heroína.

A direção é de Patty Jenkins. Mulher-Maravilha 1984 chega em outubro de 2020, caso não seja adiado novamente em razão da pandemia de COVID-19.

Enquanto isso, o primeiro filme da heroína está disponível na Netflix.