Homem-Aranha: Longe de Casa marcou a quinta aparição de Tom Holland como o herói que escala as paredes, e é difícil imaginar alguém além dele como a versão do personagem do MCU.

Mas poderíamos ter tido a estrela de Sex Education, Asa Butterfield, no papel, se as coisas seguissem o seu caminho, pois o ator se abriu sobre a tentativa de conseguir o papel – e o lado positivo de perdê-lo.

Falando com Collider, Butterfield explicou: “De vez em quando há um papel que você quer e é um roteiro que você ama, e você meio que coloca seu coração e alma nele, e você não entende.”


Chance perdida

“E é difícil e é uma droga, mas muitas vezes acho que algo ainda melhor surge no final. E assim, no caso do Homem-Aranha, eu fiz Sex Education, porque não teria sido capaz de fazer as duas coisas ao mesmo tempo.”

Explicando o porquê ele acha que não conseguiu o papel, ele disse que “há muito o que você pode fazer e todo mundo terá uma opinião diferente de um papel e verá um personagem de maneiras diferentes, terá um desempenho diferente, e você tem que ficar com o que pensa”.

“E se isso não é necessário, de acordo com o que o diretor e os produtores querem, então é como se não houvesse nada que você pudesse fazer. Você pode simplesmente não ser a pessoa certa, e isso está fora de suas mãos. E isso é algo eu aprendi, algo que eu acho ótimo para me ajudar a superar isso.”

“Tom fez coisas incríveis com Peter e ele teve uma interpretação totalmente diferente dele, e eu acho que funcionou muito bem no universo e nesse papel, e eu não acho que eu poderia fazer isso. Então, acho que todas as coisas dão certo no final.”

Um terceiro filme solo com Tom Holland está em andamento na Marvel, previsto para ser lançado em 2021. Enquanto isso, Sex Education teve recentemente uma terceira temporada confirmada pela Netflix.