Desde que a compra da Fox pela Disney foi oficializada, os fãs imaginam como os X-Men serão introduzidos no Universo Cinematográfico Marvel.

Os fãs já deram uma série de sugestões de atores, dizendo, inclusive, que Hugh Jackman deveria permanecer no papel de Wolverine. Agora, uma nova arte imagina Taron Egerton, de Kingsman: Serviço Secreto, no papel do mutante da Marvel.

A arte é do usuário bobby_art, do Instagram, e mostra Taron Egerton com o clássico uniforme amarelo do Wolverine. O ator tem, no entanto, uma cara muito “de bonzinho” para o papel.


Vale lembrar que nenhum X-Men foi escalado para o Universo Cinematográfico Marvel ainda. De fato, a inclusão dos mutantes no MCU sequer foi discutida abertamente ainda.

Mas isso deve acontecer na Fase 4 dos filmes dos super-heróis da editora, que inclui filmes como Os Eternos, Shang-Chi e Viúva Negra.

Veja a arte imaginando o ator de Kingsman como o Wolverine, abaixo.

Mutantes na Disney

Enquanto os X-Men não são formalmente introduzidos no MCU, os mutantes ainda serão vistos em um novo filme, Os Novos Mutantes.

Ao longo dos últimos anos, Os Novos Mutantes teve várias datas de lançamento diferentes. O primeiro trailer estreou há mais de três anos.

O filme foi inicialmente previsto para abril de 2018, antes da Fox o levar para fevereiro do ano seguinte. Então um novo adiamento ocorreu para agosto de 2019.

Quando a Disney comprou a Fox, acabou transferindo Os Novos Mutantes para sua data de lançamento aparentemente permanente em 3 de abril deste ano.

A pandemia de coronavírus mudou isso, forçando Os Novos Mutantes a mudar a data de estreia mais uma vez.

Os Novos Mutantes é o último filme de X-Men produzido pela Fox a ser lançado, após X-Men: Fênix Negra de 2019.

A compra da Fox pela Disney significa que os personagens de X-Men agora podem ser usados ​​legalmente no MCU, e há uma boa chance de que esses personagens sejam reformulados ao entrar na franquia.

Atualmente, Os Novos Mutantes está marcado para chegar aos cinemas em 28 de agosto. Essa estreia pode mudar, dependendo do funcionamento dos cinemas no Brasil.