Quando se trata dos filmes da saga Crepúsculo, parece que todo mundo tem uma opinião. Muitos espectadores observaram que houve vários momentos durante a franquia que eram extremamente inapropriados.

Outros apontaram que as teorias de fãs que circulam são frequentemente mais emocionantes do que o que vimos nos próprios filmes. Existem aqueles que adoram Crepúsculo e não se cansam dos livros ou dos filmes.

A autora dos romances originais, Stephenie Meyer, parece pertencer à última categoria. Desde que os filmes foram lançados, ela se abriu sobre seus sentimentos e experiências relacionados às adaptações de seu trabalho em várias entrevistas.


Continue lendo para descobrir o que ela disse sobre os filmes de Crepúsculo.

A perspectiva de ver o primeiro filme a aterrorizava

Meyer foi aberta sobre a experiência de transformar seus romances em um fenômeno tão global e admitiu que, às vezes, é assustador.

“Fiquei aterrorizada por dias antes de ver Crepúsculo pela primeira vez”, confessou (via Entertainment Weekly). Mas uma vez que ela superou o medo inicial, ficou agradavelmente surpresa e aliviada.

Ela não esperava o amor e o ódio que vieram com o sucesso

Em uma entrevista ao Guardian, Stephenie Meyer discutiu sobre o impacto global de Crepúsculo e a reação chocante que ela recebeu dos fãs.

Ela admitiu estar impressionada com “a enorme quantidade de fãs que eu não esperava e a enorme quantidade de pessoas que odiavam isso, o que eu também não esperava”.

Ver o elenco dos filmes sendo criticado pela mídia a machucou

Crepúsculo recebeu uma enorme quantidade de críticas desde que foi lançado, e o ódio tocou o elenco dos filmes, assim como a própria Meyer.

A autora revelou (via Guardian) que ficou de “coração partido” ao saber que o público acreditava que Robert Pattinson era o ator errado para o papel no início. “Pedi desculpas a ele por arruinar sua vida”, disse ela.

Os filmes tiraram parte de sua propriedade da história

A desvantagem de transformar seu romance em filme? Pode tirar parte de sua propriedade.

Em entrevista ao Hollywood Reporter, Meyer admitiu que os filmes roubaram parte de sua propriedade e importância na história: “Há uma versão totalmente diferente que se tornou, eu acho, o que a maioria das pessoas vê quando lê os livros.”

Cansada de Crepúsculo

Depois que os filmes de Crepúsculo alcançaram um certo nível de fama que mudou completamente a vida de Meyer, ela confessou que chegou a um ponto em que estava “cansada” da franquia.

Apesar das notícias recentes de que ela estará lançando um novo livro da série, ela revelou em 2013 (via Guardian) que iria evitar escrever futuras edições ou fazer parte de novos filmes.

Sol da Meia-Noite, novo livro de Crepúsculo com foco no ponto de vista de Edward Cullen (vivido por Robert Pattinson no cinema), será publicado no Brasil em 4 de agosto.