A Netflix recentemente lançou Crimes de Família, filme argentino que mostra uma mãe tentando provar a inocência de seu filho no tribunal.

Daniel, o filho, foi acusado de estupro e tentativa de assassinato pela ex-esposa, mas Alicia, a mãe, acredita veementemente que seu filho, Daniel, é inocente.

Com isso, ela inicia uma verdadeira jornada para impedir sua condenação. O que Alicia não esperava era encontrar alguns segredos que para sempre mudarão sua vida.


Dito isso, permanece a dúvida: Crimes de Família é baseado em fatos?

Embora explore temas relevantes da atual sociedade, não, Crimes de Família não é baseado em fatos.

Trata-se de uma ficção que utiliza aspectos relevantes de nossa sociedade para tecer suas críticas sociais, incluindo discriminação e a própria forma como nossas emoções afetam nossas percepções.

Mais sobre Crimes de Família

Crimes de Família acompanha dois casos jurídicos sendo explorados em paralelo. Um deles envolve o filho de Alicia, enquanto o outro envolve sua funcionária doméstica, Gladys.

Ao utilizar essas duas situações, a obra explora como o status de uma pessoa pode afetar o resultado de um caso no tribunal.

Crimes de Família é dirigido por Sebastián Schindel, que já lançou seu filme O Filho Protegido, em 2019, também na Netflix. Ele também é responsável por O Patrão: Radiografia de um Crime.

O roteiro é do próprio Schindle, junto de Pablo Del Teso, de La Peor de Mis Bodas 2 e Papá X Trés.

Crimes de Família já está disponível na Netflix.