Chadwick Boseman brigou para que Pantera Negra tivesse importante detalhe

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Pantera Negra se tornou um dos filmes mais importantes da Marvel quando lançado em 2018. Não pela história, mas sim pela representatividade que trouxe ao cinema.

O importante filme abriu espaço para histórias com mais diversidade nos filmes de herói da Marvel. Quem fica eternamente marcado por Pantera Negra é Chadwick Boseman.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O ator foi escolhido para ser o herói e o fez com muita honra. Após a morte do astro da Marvel, no dia 28 de agosto, um fato sobre o personagem foi relembrado.

T’Challa, que vira o Pantera Negra, é o rei de Wakanda, um país fictício da Marvel que está na África. Porém, inicialmente, o personagem teria o sotaque britânico.

Chadwick Boseman não gostou da ideia e lutou para que o personagem dele tivesse um sotaque africano. O próprio ator, na época de divulgação de Pantera Negra, tinha contado isso para o Hollywood Reporter.

Marvel achava que era muito para o público. Eu pensava o oposto. Se eu tiver um sotaque britânico, o que vai acontecer quando eu for para casa? Me pareceu como algo que quebra um acordo. Para mim parecia um fator muito importante que se a gente perdesse agora, o que mais seria jogado fora pelo conforto das pessoas?”, declarou o ator.

O fato foi importante na construção do personagem. Tanto que Ryan Coogler, o diretor, comentou sobre isso na homenagem que fez para Chadwick Boseman.

Diretor relembra luta do ator

Chadwick Boseman lutou por 4 anos contra um câncer de cólon. O fato só foi descoberto quando a notícia da morte do ator de 43 anos foi publicada.

Na homenagem ao astro de Pantera Negra, o cineasta comentou que soube da luta de Chadwick Boseman pelo sotaque do herói.

Não apenas isso, o ator lutou para que a língua Xhosa, da África do Sul, fosse o idioma oficial de Wakanda. Isso maravilhou Coogler ao descobrir do fato na Marvel.

“A decisão de ter a língua como a oficial de Wakanda foi solidificada por Chad, que nasceu na Carolina do Sul (EUA), e estava apto a aprender o idioma. Ele também defendeu que seu personagem tivesse um sotaque africano, então poderia apresentar T’Challa como um rei africano para o público”, contou o cineasta.

O fato mostra mais uma vez como Chadwick Boseman foi extremamente importante para Pantera Negra. Na trama, o filme mostra a história de origem do herói e apresenta Wakanda e sua cultura aos fãs da Marvel.

Pantera Negra pode ser visto em plataformas digitais.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio