Tenet, com Robert Pattinson, é um dos filmes mais aguardados do ano, mas está envolto em polêmica em razão da insistência do seu diretor, Christopher Nolan, em lançá-lo nos cinemas em plena pandemia do novo coronavírus.

Agora, Scott Derrickson, diretor de Doutor Estranho, da Marvel, está dizendo aos seus seguidores no Twitter para não assistirem o filme nos cinemas.

“Não vão ver Tenet ou qualquer outro filme nos cinemas. Pronto, falei”, escreveu o diretor da Marvel.


“Estou falando com meus companheiros americanos, é claro”, acrescentou, em tuíte separado, no dia seguinte.

Veja os tuítes abaixo.

Conscientização

Obviamente Derrickson não está promovendo um boicote a Tenet, e sim tentando conscientizar as pessoas sobre a irresponsabilidade (e falta de empatia) em ir aos cinemas neste momento.

Estamos falando de uma atividade longe de ser essencial e os EUA, junto do Brasil, lideram a lista dos países com maior número de mortos e infectados.

O diretor da Marvel também compartilhou uma matéria demonstrando os perigos de comparecer ao cinema nesses tempos.

“Se você for ver um filme no cinema agora, você está sendo egoísta por prolongar essa crise e colocar em risco você, sua família e todas as outras pessoas que podem ocupar um espaço em que você esteve, se você estiver infectado. Você não se importa com os outros. Você é uma droga”, retuitou Derrickson.

No Brasil, Tenet está previsto para setembro, mas isso pode acabar mudando em razão da pandemia de COVID-19.

Scott Derrickson não retornará para a direção em Doutor Estranho 2, esse cargo é ocupado atualmente por Sam Raimi, que dirigiu os três primeiros filmes do Homem-Aranha, com Tobey Maguire.