Crimes de Família é, em sua essência, a história do instinto protetor de uma mãe, e até onde ela está disposta a ir para proteger seu filho do encarceramento.

Esta produção argentina está na Netflix, e Cecelia Roth interpreta a personagem citada.

No decorrer do filme, à medida que mais informações vêm à tona, vemos exatamente onde a mãe decide traçar um limite.


A trama

O filme justapõe dois julgamentos em andamento para duas pessoas importantes na vida de Alicia – seu filho, Daniel, e sua empregada doméstica, Gladys. Alicia está totalmente focada em obter a liberdade de seu filho, mas no final de Crimes de Família, ela percebe que tudo tem um custo.

Ela então começa a consertar seus erros, mesmo que já seja tarde demais. No processo, ela se divorcia, ela se muda para um novo apartamento e também conserta alguns laços familiares quebrados.

O final

Alicia contrata um advogado extremamente caro para ajudar a defender seu filho. Ele é capaz de obter o arquivo com evidências da culpa de Daniel.

A ex-mulher de Daniel, Marcela, o acusou de tentativa de homicídio e agressão sexual, agravadas por seu vício em drogas. Sua mãe não acredita que seu filho possa ser um assassino ou um estuprador, e este arquivo é uma prova de que suas ideias estão fora de lugar.

Ao ser absolvido, ele visitou sua mãe para almoçar e diz que com a ajuda de algum dinheiro pode realmente voltar a ter sucesso com a ajuda de um amigo. Ela então percebe que seu marido estava certo e que seu filho não era a pessoa que ela pensava que ele era.

No julgamento de Gladys, um psiquiatra testemunhou que Gladys havia perdido todas as habilidades cognitivas na noite em que cometeu o crime. Gladys veio de um passado de extrema pobreza e até foi tratada como uma serva por sua madrasta quando tinha 12 ou 13 anos.

Além disso, a empregada doméstica também tinha sido sujeita a abusos sexuais nas mãos de seu pai. Por isso, ela cresceu com medo do parto e das consequências da gravidez.

A negação era tão enraizada que seu corpo nem mesmo apresentava qualquer sintoma. Deve-se notar que Alicia foi quem descobriu que Gladys estava grávida de seu primeiro filho, Santiago (carinhosamente chamado de Santi).

Quando o advogado de Gladys pergunta a Alicia se ela disse que não há espaço para um segundo filho, ela fica muito na defensiva. Ela se lembrou de todos os favores que já havia feito para Gladys, incluindo ir às reuniões de pais e professores de Santi e até mesmo criá-lo como se fosse seu próprio filho.

A advogada então ressalta que ela não respondeu à pergunta e Alicia mente no depoimento, dizendo que nunca disse tal coisa à ex-funcionária.

Apesar de tudo o que acontece durante o julgamento, Gladys decide quebrar seu silêncio pouco antes de seu veredicto ser lido no tribunal. Ela diz que embora sua vida não tenha valor, a vida de seu filho tem e que ela gostaria que Alicia fosse a guardiã de Santi de agora em diante.

Ela se desculpa com sua ex-empregadora por todas as coisas ruins que foram ditas sobre ela e afirma que Alicia é como uma mãe para ela e seu filho.

Gladys é condenada por assassinato em primeiro grau e condenada a 18 anos de prisão. Quando Santi insiste em conhecer sua mãe alguns dias depois, Alicia o leva para a prisão.

Lá, Gladys agradece sua ex-empregadora por cuidar de seu filho. Ela então revela que o dinheiro que sumiu da casa de Alicia foi por causa de Daniel.

Naquela noite, ele havia agredido sexualmente Gladys. A criança que Gladys matou era na verdade de Daniel, e Alicia não consegue acreditar no que está ouvindo.

Pouco depois de Alicia saber do incidente, ela volta para sua casa, onde chora quando alguma louça quebra. Ela então visita o mesmo psiquiatra que estava no julgamento de Gladys, que diz a ela que, embora o caso de Gladys possa ser apelado, nada realmente mudaria a menos que houvesse novas informações.

Alicia diz ao conselheiro que está disposta a testemunhar novamente no tribunal.

Alicia então vai ao encontro de Marcela e entrega o relatório científico que continha as provas das denúncias de agressão sexual por ela feitas. Ela também manda Marcela entregar o relatório ao promotor e processar Daniel.

O momento em que as intenções de Alicia são vistas como gravadas em pedra é quando Daniel a chama da prisão (após esta visita) e ela opta por ignorá-lo.

A mãe experimenta uma infinidade de mudanças do início ao fim do filme, e ela passa a ver o filho como ele realmente é – um fracasso em sua carreira e em sua vida pessoal. Ela finalmente o vê como o estuprador que ele realmente é.

Depois de descobrir a verdade, ela se recusa a dar mais desculpas para ele.

A protagonista muda-se para um novo apartamento após o divórcio, onde vive com Santi. Alicia e Santi são vistos se unindo durante seu bolo de aniversário.

Ela pega um pote de leite morno para mergulhar os biscoitos de chocolate e depois faz uma camada dos mesmos biscoitos em cima do bolo. É claro que Alicia realmente ama Santiago e está totalmente investida em seu futuro.

Embora Gladys tenha inadvertidamente matado o neto de Alicia, não houve rixa entre as duas no final de Crimes de Família. Ela dedica seu tempo e energia para proporcionar uma vida melhor para a criança que está realmente à sua frente.

Além disso, Alicia também conserta sua relação com Marcela e, consequentemente, seu único neto vivo, Martin. Alicia inicialmente costumava sentir que a ex-mulher de seu filho era uma pessoa amarga que não queria que Martin ficasse com seus avós.

Ela até afirma que Marcela envenena os ouvidos de Martin contra eles para que ele despreze este lado da família. Mas ao descobrir a verdade, todas essas percepções são despedaçadas em sua mente.

Junto com Santi, Alicia vai às comemorações do aniversário de Martin também.

No Brasil, Crimes de Família já está disponível na Netflix.