Keanu Reeves é um dos grandes nomes do momento em Hollywood. O ator voltou a brilhar com a franquia John Wick e ainda está voltando com Matrix 4.

Porém, no início da carreira, algo curioso aconteceu com o ator. Um jovem Keanu Reeves foi enganado para estrelar um filme.

A surpresa não foi muito boa. A situação ficou ainda pior porque o filme acabou se tornando um fracasso.


O caso foi revelado pelo próprio famoso, na época de lançamento de O Observador, em 2000. Em entrevista ao Calgary Sun, o astro simplesmente contou que, “um amigo meu forjou a assinatura no acordo. Eu não consegui provar e não queria ser processado, então eu fiz o filme”.

Mesmo não achando o roteiro interessante, Keanu Reeves seguiu em frente. O único pedido foi não fazer coletiva de imprensa e divulgar o projeto. Os produtores aceitaram.

Outra ponto é que Keanu Reeves nunca revelou o nome do amigo. A história também caiu no esquecimento porque O Observador não conseguiu ser um sucesso.

Problema para Keanu Reeves

No filme, Keanu Reeves é o assassino David Allen Griffin, que persegue mulheres. Porém, o foco central da trama é a mente do policial que persegue o criminoso, Campbell, interpretado por James Spader.

A direção foi de Joe Charbanic. Para época, o orçamento do longa também foi alto, em cerca de US$ 35 milhões.

O longa fez apenas US$ 47 milhões. Além disso, foi detonado pela crítica, com apenas 10% de aprovação no Rotten Tomatoes.

Nos bastidores, mais problemas aconteceram. O papel de Keanu Reeves, que seria pequeno, teria sido aumentado pelo sucesso do astro.

Porém, o salário dele não aumentou na mesma proporção. Assim, mesmo estrelando O Observador, Keanu Reeves recebeu US$ 1,5 milhão a menos que James Spader.

O Observador pode ser encontrado em plataformas digitais.