Embora Velozes e Furiosos 9 tenha sido adiado até 2021, graças à pandemia de coronavírus, ainda estão em andamento planos para Velozes e Furiosos 10. Embora a franquia tenha sido abalada pela morte repentina do astro Paul Walker (que interpretou o co-protagonista Brian O’Conner), a série seguiu em frente, continuando a atrair públicos e lançando derivados.

Com a notícia de que Velozes e Furiosos 10 será o filme final da franquia, há realmente apenas uma maneira adequada de acabar com a franquia: trazendo de volta Brian O’Conner.

A morte prematura de Paul Walker durante as filmagens de Velozes e Furiosos 7 acabou atrasando, obviamente, a produção do filme e, posteriormente, sua data de lançamento. A Universal quase cancelou o filme completamente.


Suas cenas inacabadas foram reescritas e filmadas com a ajuda da captura de movimento e uma performance de seus irmãos, Cody e Caleb Walker.

Agora, quase dois filmes depois, a trama abrangente de Velozes e Furiosos continuou em ritmo acelerado. Velozes e Furiosos 8 acompanhou Dominic Toretto, de Vin Diesel, coagido a ajudar uma ciberterrorista chamada Cipher (Charlize Theron).

Cipher havia sequestrado a ex de Dom, Elena Neves, junto com um bebê que Dom não tinha ideia de que ele era pai, ameaçando suas vidas. O filme termina com Dom e sua equipe lutando contra um submarino, Cipher escapando e Dom dando a seu filho recém-descoberto o nome de Brian.

O que se espera de Velozes e Furiosos 9

Velozes e Furiosos 9 – que deveria ser lançado em 2020, mas foi adiado por um ano inteiro – gira em torno da agradável tranquilidade de Dom com Letty (Michelle Rodriguez) e o filho Brian sendo interrompida pelo retorno de Cipher. Há também um novo vilão: o irmão mais novo de Dom, Jakob (John Cena), um aparente agente de Cipher.

Como o filme, previsto para abril de 2021, vai terminar é o que todos estão teorizando.

O personagem querido dos fãs Han (Sung Kang) está de volta, de acordo com o trailer de Velozes e Furiosos 9, e a porta está aberta para Luke Hobbs, de Dwayne Johnson, retornar à franquia agora que sua briga com Vin Diesel está anulada. Com tantos membros importantes do elenco potencialmente retornando, por que não Paul Walker?

Brian O’Conner pode e deve retornar à franquia Velozes e Furiosos para o final.

Velozes e Furiosos não pode terminar corretamente sem Brian

Se Velozes e Furiosos 10 for realmente o “fim da saga” – supostamente exigindo duas partes para acabar com tudo -, deve terminar assim como começou: com Vin Diesel e Paul Walker. Embora tenha havido um início difícil da franquia, com Vin Diesel não participando de + Velozes + Furiosos (2003), e Paul Walker desaparecendo para Velozes e Furiosos: Desafio em Tóquio (2006), a maioria dos sete primeiros filmes realmente trabalhou com Vin Diesel e Paul Walker nos papeis principais.

Afinal, a franquia começou com Vin Diesel e Paul Walker, em Velozes e Furiosos, de 2001. Originalmente elogiado como um longa divertido, se não original, no modelo clássico de agente secreto, o primeiro Velozes e Furiosos terminou com Brian O’Conner deixando Dom Toretto escapar após uma empolgante perseguição pelas ruas de Los Angeles.

Concluir a franquia Velozes e Furiosos sem uma de suas duas principais estrelas originais, mesmo em uma breve participação, seria o equivalente a não incluir Anakin Skywalker no coro de vozes Jedi em Star Wars: A Ascensão Skywalker (o final de saga da franquia). Até o diretor original, Rob Cohen, quer voltar para dar um ciclo completo à franquia.

Como Velozes e Furiosos 10 pode trazer de volta Paul Walker

Quando Velozes e Furiosos 7 precisou de uma despedida apropriada para o infelizmente falecido Paul Walker, uma tecnologia moderna entrou em jogo. Com a ajuda dos irmãos de Walker (e outros dois atores) na vida real como dublês de corpo, o rosto de Walker foi finalmente “colado” (por falta de um termo melhor) nos referidos dublês através do uso de CGI.

O processo usou as câmeras da unidade principal e três câmeras adicionais apenas para capturar os corpos dos dublês. As gravações foram então enviadas à aclamada empresa de efeitos digitais de Peter Jackson, WETA, para que as imagens fossem alteradas e o rosto de Walker fosse incluído.

É uma técnica que foi usada antes e depois. A trágica morte de Brandon Lee no set de O Corvo, e Philip Seymour Hoffman, infelizmente, falecendo antes que pudesse terminar suas cenas para Jogos Vorazes: A Esperança – O Final são dois exemplos.

Até Carrie Fisher recebeu tratamento semelhante por suas cenas inacabadas em Star Wars: A Ascensão Skywalker.

Todos os três atores tiveram uma combinação de dublês corporais e CGI para concluir seus papeis ou dar-lhes uma despedida digna.

Depois de muita deliberação – até mesmo considerando o cancelamento total do filme -, a Universal pediu a ajuda dos irmãos de Paul, Caleb e Cody, para concluir sua performance. Foi um trabalho caro, aumentando o orçamento, mas sem dúvida valeu a pena.

Enquanto o resultado final oscilou desconfortavelmente na beira do vale da estranheza, a combinação de CGI e dublês funcionou bem para dar aos fãs uma despedida emocionante para Brian O’Conner, o personagem, e mais importante, Paul Walker, o ator. Quem pode dizer que Velozes e Furiosos 10 não pode empregar as mesmas técnicas mais uma vez?

Qual deve ser o papel de Brian em Velozes e Furiosos 10?

Embora a ética de usar o CGI para atores falecidos seja questionável, no caso de Velozes e Furiosos 10, é uma atitude que está sendo incentivada pelos próprios irmãos de Walker. Mesmo que estúdios como a Marvel se recusem a trazer de volta atores mortos por meios gerados por computador, Caleb e Cody Walker apoiam a ideia de uma participação especial de Brian O’Conner, na qual ele salva o dia, ou algum outro momento pequeno e de bom gosto.

De acordo com o atual escritor da série, Chris Morgan, as três partes finais da saga Velozes e Furiosos formarão uma trilogia, com elementos da trama do primeiro Velozes e Furiosos retornando em Velozes e Furiosos 10. Isso significa que a vilã de Charlize Theron, Cipher, provavelmente sobreviverá aos eventos de Velozes e Furiosos 9 e continuará sendo um problema para Dom e sua turma em Velozes e Furiosos 10.

Quando essa nova trilogia dentro de uma franquia atingir seu clímax, pode-se esperar que Dom e sua família comemorem sua vitória final com um churrasco clássico de Toretto. Quem melhor para aparecer no churrasco e levar uma cerveja para a família do que Brian O’Conner?

Brian e Dom juntos novamente podem dar à saga Velozes e Furiosos um final perfeito

O lema principal de Dominic Toretto na vida é que a família é a coisa mais importante, tanto que a aparição de um filho o forçou a parar de viver sua vida “um quarto de milha por vez”. Brian é uma parte muito grande da família de Dom, a ponto de se casar e ter um filho com a irmã de Dom, Mia (Jordana Brewster).

Relatos confirmaram que Mia vai retornar para Velozes e Furiosos 10, então um arco perfeito em sua participação seria fazê-la aparecer lado a lado do marido Brian.

A maioria das aparições de Walker e Diesel em Velozes e Furiosos tem tudo a ver com irmandade e família, e encerrar a franquia sem abordar sua amizade seria um desserviço não apenas aos personagens, mas ao próprio Walker – um ator que ajudou a construir a franquia Velozes e Furiosos ao lado de Diesel.