Atenção! Contém spoilers importantes de Power!

A Netflix está aproveitando o período da quarentena para lançar vários filmes aguardados pelo público. A estreia mais recente foi a de Power, thriller de ação com Jamie Foxx, Joseph Gordon-Levitt e Rodrigo Santoro.

Power acompanha a história de um policial e um ex-soldado em uma jornada pela fonte por trás de uma perigosa pílula que oferece a pessoas normais poderes especiais temporários.

O filme foi elogiado por sua história criativa e sequências de ação, porém o final deixou algumas pessoas confusas.


Confira abaixo o que acontece no final de Power e como o diretor do filme explicou esse desfecho!

Final em aberto

A trama principal de Power foca na jornada de Art, o personagem de Jamie Foxx. Em busca de sua filha Tracy, ele conta com a ajuda do policial Frank, vivido por Joseph Gordon-Levitt e Robin, uma adolescente que sonha em ser uma rapper profissional.

O filme consegue desenvolver sua trama com clareza, sem focar muito no mundo dos traficantes de drogas e da própria fabricação da pílula misteriosa.

No entanto, uma das cenas do filme revela mais detalhes sobre a droga em questão, seus efeitos e ligações com figuras importantes no governo.

Telios, uma poderosa companhia farmacêutica, começa a realizar testes secretos da droga Power no povo de New Orleans. O objetivo era analisar os efeitos da pílula e criar uma droga mais forte, para o desenvolvimento de poderes duradouros, que não terminam em 5 minutos.

O porta-voz da Telios é Biggie, personagem vivido por Rodrigo Santoro. É ele quem demonstra os efeitos da pílula para a Matriarca, uma mulher ligada aos cartéis da América do Sul. A demonstração, no entanto, acaba dando errado devido à chegada surpreendente de Art.

O protagonista consegue invadir o espaço de demonstrações, acompanhado de Frank e Robin. Um tiroteio começa, e em meio ao caos, a Matriarca escapa com uma maleta repleta de pílulas.

Enquanto isso, Art, Frank e Robin descobrem que Tracy está sendo mantida como refém em um navio, já que seu DNA é a base para a droga Power. O time consegue se infiltrar na embarcação e resgatar a filha.

No final do filme, Art finalmente toma a droga Power e consegue a habilidade de ferver a água ao seu redor, o que mata todos os outros que estavam no navio. O trio de protagonistas consegue escapar, os três sãos e salvos.

Finalmente, no último momento do filme, Frank decide denunciar a operação secreta da indústria Telios, Art mata a saudade da filha e Robin finalmente consegue emplacar uma música no rádio.

Power chega ao fim sem revelar o que aconteceu com a Matriarca e a maleta de drogas. Em uma entrevista recente, o diretor Henry Joost falou sobre a trama.

“Realmente foi algo não resolvido. Nem chegamos a filmar uma conclusão para essa trama. Mas estou feliz com essa pergunta, já que esse é um tema bem interessante”, afirmou o diretor.

Perguntado se o final aberto oferece a possibilidade de uma sequência, o diretor preferiu uma resposta vaga.

“Queríamos criar uma história completa e satisfatória. No entanto, sei que existem muitas direções que ainda podemos levar essa trama. O conceito e muito divertido e abrangente, como vocês podem imaginar. Queremos primeiro ver como o público se sente, e se eles querem ou não uma sequência”, afirmou Joost.

Power está disponível na Netflix.