Rota de Fuga foi lançado ainda em 2013. Porém, o filme voltou a dar o que falar por causa da Netflix.

Até o momento desta publicação, o filme de ação está no Top 10 da Netflix, sendo um dos mais vistos no Brasil. O que os fãs não imaginam é que Rota de Fuga guarda um grande significado para as estrelas Sylvester Stallone e Arnold Schwarzenegger.

O filme, junto de Os Mercenários (2010), é a prova de que os dois veteranos deixaram para trás uma antiga rivalidade de Hollywood. Atualmente, os atores a tratam como uma grande piada.


Rota de Fuga demarca e brinca bem com isso. O personagem de Sylvester Stallone, Ray, um perito em escapar de prisões, se junta ao detento de Arnold Schwarzenegger para descobrir as falhas de um dos presídios mais temidos do planeta.

O resultado é um filme empolgante. Novamente, porém, é uma marca na amizade entre dois dos nomes mais importantes das produções de ação em Hollywood.

Fim de rivalidade em Hollywood

A rivalidade dos atores teve o principal momento nos anos 1980. Os dois representavam os filmes explosivos de protagonistas musculosos e destemidos. Mas, quem era o melhor?

Essa discussão pode empolgar muitos fãs dos atores e dos filmes da época.

Os dois admitiram que sempre tentavam se superar. Cada um com a sua especialidade. Arnold Schwarzenegger trabalhava com diretores promissores da época, como James Cameron, enquanto Sylvester Stallone criava as próprias histórias para estrelar.

Tudo começou em 1977, na edição do Globo de Ouro. Rocky, estrelado por Sylvester Stallone, recebeu muitas indicações, o que deixou o astro confiante.

No fim da noite, o filme não saiu tão premiado assim, o que gerou piadas pelo lado de Arnold Schwarzenegger. Irritado, o ator de Rocky arremessou um vaso com flores na direção do ator de O Exterminador do Futuro. Assim, a guerra começou.

Sylvester Stallone chegou a dizer em entrevistas que “até o DNA” de cada um deles se odiava. A rivalidade era imensa, tanto que Arnold Schwarzenegger enganou o colega de Hollywood e o levou a assinar com o filme Pare! Senão Mamãe Atira, sabendo que a produção seria um fracasso.

No fim dos anos 1990, o reinado deles acabou em Hollywood. Ao mesmo tempo, os ânimos começaram a se acalmar.

Nos anos 2010, a rivalidade virou amizade. Primeiro, em Os Mercenários e depois, em Rota de Fuga, que virou um sucesso para os dois atores e colocou fim de vez nessa rivalidade de décadas.

“Uma autoridade de segurança estrutural encontra-se em uma armadilha e encarcerado na prisão mais secreta e segura do mundo. Agora, ele tem que usar suas habilidades para escapar com a ajuda de um presidiário”, diz a sinopse oficial do filme.

Os fãs podem ver essa grande parceria na Netflix.