ALERTA DE SPOILERS

O drama erótico polonês 365 Days (365 DNI), da Netflix, levantou alguns debates entre internautas. Apesar das cenas quentes, o filme é considerado polêmico.

Muitos internautas discutiram que a relação entre os protagonistas é abusiva. Após um sequestro e assédios, os dois começam a se aproximar.

Isso também fez com que internautas sugerissem que Laura, a protagonista, tem Síndrome de Estocolmo. Por conta disso, o site Page Six convidou sexólogos para assistirem ao filme da Netflix.


A primeira análise foi de Ralph Sutton, que tem o podcast Sex, Drugs & Rock ‘n Roll. A primeira conclusão do especialista é como a de outros fãs: “Uma espécie de relação com Síndrome de Estocolmo se desenvolve, mesmo que você não saiba quanto tempo se passa no filme”.

Além disso, o sexólogo ficou impressionado com a cena no iate. “Depois Laura quase se afoga – tem uma cena no iate e eu juro que vi algo”, diz Sutton.

Porém, para o sexólogo, a experiência não é satisfatória. “Não foi legal, assim como todas vezes que mulheres assistiram pornô comigo. A única coisa que eu queria rever era a cena do iate para ter certeza se vi algo nela”.

365 Days (365 DNI) é problemático

De um pseudo pornô, 365 Days (365 DNI) foi chamado de “problemático” por outra especialista. Trata-se de Alice Vaughn, do podcast Two Girls One Mic.

“Diverte? Mais ou menos. É problemático? Pode apostar que sim. 365 DNI não foi escrito para um Oscar. O filme foi criado para uma mulher que quer ver pornô, mas não quer ser julgada por isso”, explicou a profissional.

Baseado no livro de Blanka Lipinska, 365 Days (365 DNI) é descrito como a resposta polonesa ao hit que 50 Tons de Cinza virou no país europeu.

A trama segue a jovem Laura, que está de férias na Itália. Porém, tudo sai errado e ela é sequestrada na Sicília.

Massimo, o sequestrador, é o jovem líder da máfia italiana. Ele tenta fazer Laura se apaixonar por ele em 365 dias – por isso o nome do filme da Netflix, 365 Days (365 DNI).

Anna Maria Sieklucka vive Laura no filme da Netflix. Enquanto isso, o mafioso é interpretado por Michele Morrone.

A direção e o roteiro de 365 Days são de Barbara Bialowas.

365 Days (365 DNI) está disponível na Netflix.