Paul Walker morreu em 2013, quando Velozes e Furiosos 7 estava em produção. Na época, o filme foi finalizado com a ajuda dos irmãos do astro, que o interpretaram, e muita computação gráfica.

Até então, ninguém sabia que existiram muitas conversas de bastidores. Velozes e Furiosos poderia ter terminado a franquia naquele filme mesmo.

A decisão ficou com a família de Paul Walker. O ator era um dos principais de Velozes e Furiosos, interpretando o agente Brian O’Conner.


Tyrese Gibson, que é Roman Pearce nos filmes, contou que Velozes e Furiosos só continuou porque teve a benção da família de Paul Walker. As estrelas estavam dispostas a parar tudo se os parentes do ator não quisessem os longas sem ele.

“Pessoas nos perguntam por que estamos continuando se Paul Walker não está mais neles? É exatamente por isso que estamos continuando, mudamos o pensamento para estamos continuando por causa de Paul Walker”, declarou o ator e amigo do famoso.

Família de Paul Walker aprova

Gibson ainda relembrou de uma atitude da família de Paul Walker. A ação pode ser simples, mas tocou o famoso.

“A grande decisão estava com a família de Paul Walker e eles nos deram a benção. O último dele foi o 7, então vimos o pai, a mãe e os irmãos de Paul Walker na estreia de Velozes e Furiosos 7. Nos mandou a mensagem de que eles nos apoiavam em cada passo do caminho”, explicou o ator de Velozes e Furiosos.

Há rumores de que Brian pode voltar para fechar a franquia em Velozes e Furiosos 9 e 10. O personagem seria interpretado pelos irmãos de Paul Walker, Cody e Caleb Walker, com o uso de computação gráfica.

Velozes e Furiosos 9 já está pronto para ser lançado, porém vai demorar por conta da pandemia do coronavírus.

O elenco do filme tem Vin Diesel Michelle Rodriguez, Charlize Theron, Tyrese Gibson, Jordana Brewster, Nathalie Emmanuel e Helen Mirren. Michael Rooker e John Cena são novas adições.

Dwayne Johnson, por sua vez, não estará no filme. A direção é novamente de Justin Lin.

Velozes e Furiosos 9 chega em abril de 2021.