Baseada na série de livros de E.L. James, 50 Tons de Cinza se tornou uma bem sucedida franquia no cinema, com o primeiro filme lançado em 2015 e protagonizado por Jamie Dornan e Dakota Johnson.

50 Tons de Cinza conta a história de Anastasia Steele, uma jovem e inocente jornalista que é introduzida ao mundo do sadomasoquismo pelo bilionário sexy Christian Grey, vivido por Dornan.

Como é de praxe em adaptações cinematográficas, certas cenas do livro acabaram ficando de fora dos filmes. Uma delas é um momento bastante quente.


Confira abaixo tudo sobre essa história!

A cena cortada

Uma das exclusões mais notórias do primeiro filme de 50 Tons de Cinza foi uma cena muito polêmica no livro. 

É fácil de entender porque a cena foi cortada, já que possivelmente influenciaria a indicação etária e clima do filme em geral. Certos elementos servem mais para páginas de livros do que para a telona.

Além disso, essa cena em especial poderia chocar muitos espectadores, não acostumados com essa prática sexual em especial.

No livro, Christian topa quase tudo na cama, principalmente para dar prazer a Anastasia.

Em uma certa cena do livro, Anastasia está “naqueles dias”, e prefere não fazer sexo para não “sujar” Christian. O milionário, no entanto, não tem medo de sangue e até mesmo remove o absorvente interno da parceira.

O momento deixou Ana bastante excitada, mas provavelmente não seria encarado com tanta naturalidade nos cinemas.

Muitos fãs curtem as práticas sexuais mostradas em 50 Tons de Cinza, porém nem todas elas devem ser repetidas em casa. A cena do sorvete, por exemplo, pode causar problemas de saúde.

“Para começar, gostaria de dizer que esse caso específico nunca foi objeto de um estudo científico. Mas em geral, não é bom colocar comida dentro da vagina. Teoricamente, isso pode alterar a flora normal e causar uma infecção. Afinal de contas, sorvete é feito com leite e açúcar, duas coisas que não existem na vagina”, afirmou uma ginecologista consultada.

Na entrevista, a médica também foi perguntada se alguma comida pode ser inserida sem riscos à saúde ginecológica.

“Você pode colocar uma comida que não interage com a flora vaginal original. Por exemplo, uma banana não descascada pode ser segura. Um pepino também pode ser potencialmente seguro, mas você tem que tomar cuidado para ele não quebrar lá dentro”, contou a profissional.

50 Tons de Liberdade está disponível na Netflix.