Ray Fisher, o intérprete do Ciborgue em Liga da Justiça, pode retornar no filme do Flash. O ator atualmente está em negociações com a Warner e a DC para reprisar seu papel no vindouro longa com Ezra Miller.

Segundo o THR, Fisher está em “negociações avançadas” para reprisar o papel do Ciborgue nesse primeiro filme solo do Flash, que será dirigido por Andy Muschietti (It: A Coisa).

Vale lembrar que o longa contará com a presença de outros icônicos personagens da DC, como o Batman de Ben Affleck e o de Michael Keaton, do filme de 1989.


Ray Fisher atualmente trava uma batalha pública com a Warner Bros., após o astro fazer diversas acusações contra Joss Whedon, diretor de Liga da Justiça (que substituiu Zack Snyder) e Geoff Johns, um dos grandes nomes da DC.

Ainda é incerto se essa briga afetará sua possível participação no filme do Flash.

Diversas acusações

Ray Fisher tem falado sobre supostos abusos no set. Recentemente, ele criticou o diretor Joss Whedon por seu comportamento “nojento” e “pouco profissional”.

E em um post recente na mídia social, Fisher criticou o produtor Geoff Johns por fazer uma “ameaça velada” à sua carreira.

Fisher fez sua primeira aparição como Victor Stone, também conhecido como Ciborgue, no filme de 2016, Batman vs Superman: A Origem da Justiça. Em 2017, ele reprisou o papel ao lado de Henry Cavill, Ben Affleck, Gal Gadot, Jason Mamoa e Ezra Miller para Liga da Justiça.

Enquanto Liga da Justiça ainda estava em produção, o diretor Zack Snyder foi atingido por uma tragédia familiar. Ele se afastou do projeto para passar um tempo com sua família, então o diretor de Os Vingadores, Joss Whedon, assumiu seu lugar.

Whedon terminou Liga da Justiça com refilmagens e efeitos especiais que deixaram os fãs desapontados. A demanda para ver a visão de Snyder para o filme cresceu e a hashtag #ReleaseTheSnyderCut nasceu.

Algumas das estrelas do filme, incluindo Gadot e Affleck, retuitaram a hashtag, sugerindo que eles também estavam descontentes com a versão de Whedon. A versão de Snyder de Liga da Justiça está programada para chegar ao HBO Max em 2021.

O escritor de quadrinhos e produtor de filmes e séries da DC, Geoff Johns, atuou como produtor em Batman vs Superman: A Origem da Justiça e Liga da Justiça. Ele trabalha na TV e no cinema há anos e é creditado por projetos como Mulher-Maravilha, Patrulha do Destino e The Flash.

Atualmente, Johns atua como o criador e produtor de Stargirl, uma série que é baseada em seus quadrinhos da DC.

Mas recentemente, Johns foi envolvido em polêmica quando Fisher acusou ele e o produtor Jon Berg de serem cúmplices dos abusos de Whedon no set de Liga da Justiça.

“O tratamento no set de Joss Whedon com o elenco e a equipe de Liga da Justiça foi nojento, abusivo, pouco profissional e completamente inaceitável”, escreveu Fisher em um tuíte.

“Ele foi apoiado, de várias maneiras, por Geoff Johns e Jon Berg. A responsabilidade é mais importante que o entretenimento.”

Johns e Whedon não responderam às alegações de Fisher. Mas Berg insistiu que as afirmações do ator de que ele apoiou Whedon eram falsas.

Fisher falou muito sobre seu desdém pelo comportamento de Whedon e Johns no set de Liga da Justiça. Em um painel da JusticeCon, ele chegou a sugerir que Whedon o “processasse” se algo que ele disse não fosse provado ser verdade.

E em um tuíte recente, Fisher colocou o foco de volta em Johns. Ele alegou que o produtor fez uma ameaça indireta à sua carreira enquanto eles estavam refilmando Liga da Justiça.

“Durante as refilmagens para Liga da Justiça, Geoff Johns me convocou ao seu escritório para menosprezar e repreender minhas tentativas (e as de meu agente) de levar as queixas à cadeia de comando adequada”, escreveu Fisher.

“Ele então fez uma ameaça velada à minha carreira. Este comportamento não pode continuar.”

Não está claro a que “queixas” Fisher se refere. Mas em seus tuítes anteriores, ele criticou Johns por permitir o comportamento abusivo de Whedon no set.

Portanto, é possível que ele tenha reclamado de Whedon, apenas para ser repreendido por Johns.

Mas isso é apenas especulação. Até que Fisher explique mais, ou Johns dê uma resposta, os fãs não saberão exatamente o que aconteceu entre os dois.

Liga da Justiça, de 2017, está atualmente disponível em DVD e Blu-ray. Enquanto isso, a versão de Zack Snyder do longa será lançada em 2021, no HBO Max.