Val Kilmer já teve vários papéis de destaque, incluindo Top Gun e Batman Eternamente, mas foi para The Doors que o astro viveu sua transformação mais maluca.

Sua performance como Jim Morrison foi bastante elogiada, mas, com o passar dos anos, várias histórias estranhas e pesadas começaram a surgir sobre esse trabalho do ator.

A mais pesada ocorreu antes mesmo do início das filmagens. Durante as audições para o filme, Val Kilmer foi longe demais e agrediu a atriz Caitlin O’Heaney.


Segundo o The Things, O’Heaney explicou que Kilmer, inesperadamente, bateu no seu rosto, a derrubando no chão.

“Quando eu cheguei na sala, Val Kilmer me pegou, me balançou e me jogou no chão… [o diretor Oliver] Stone só ficou lá parado o tempo todo, rindo”.

O’Heaney acabou aceitando um acordo com o estúdio, assinando um termo de confidencialidade, algo que ela se arrependeu de fazer desde então.

Realmente mergulhou no papel

Isso aconteceu porque Val Kilmer decidiu adotar o Método para viver Jim Morrison, basicamente encarnando o famoso cantor durante toda a produção do filme.

Para isso, ele chegou a passar mais de 100 horas com o produtor do The Doors, Paul Rothchild, para entender melhor Jim Morrison.

“Ele conhece Jim Morrison mais do que Jim conhecia a si próprio”, disse o produtor ao Washington Post.

O astro de Top Gun ainda fez questão de aprender todas as músicas da discografia do The Doors, ao ponto de ser capaz de cantá-las ao vivo e para o filme.

Durante as filmagens, Val Kilmer ainda fez questão de ser chamado apenas de Jim, mesmo fora das cenas em si. Além disso, as pessoas eram orientadas para não o perturbarem.

Depois disso tudo, o ator teve dificuldades para retornar ao normal e teve de passar por terapia a fim de deixar Jim Morrison para trás.

Val Kilmer retornará como Iceman em Top Gun: Maverick, continuação do clássico, que traz, também, Tom Cruise no elenco.