Chadwick Boseman faleceu aos 43 anos, após lutar 4 anos contra o câncer de cólon. Agora, Letitia Wright, a Shuri de Pantera Negra, publicou um emocionante vídeo falando sobre o ator.

O vídeo traz a voz da atriz da Marvel, junto de imagens contemplativas. O depoimento completo pode ser lido abaixo.

“Está escrito que não há nada debaixo do Sol. Mas o Sol se ergueu alto naquela manhã, recusando-se a brilhar. Nuvens escuras, confusão instaurada. Lágrimas caindo, rios tão fundos. Eu não sabia para o que estava acordando, meu irmão, um anjo na Terra, partiu. Uma alma tão linda, quando você entrava em um cômodo, havia calmaria. Você sempre se movia com graça e facilidade. Toda vez que eu te via, o mundo parecia um lugar melhor”, começa o depoimento da atriz.


“Palavras não podem descrever o que sinto, como nós todos nos sentimos; que te perder nos forçou a aceitar essa realidade. Eu queria muito dizer adeus. Te mandei algumas mensagens, mas acho que você estava muito ocupado. Não sabia que você estava lidando com tanta coisa”.

“Mas apesar das dificuldades, você se manteve focado em realizar seu propósito com o tempo que lhe restava. E eu jamais esquecerei o dia que te conheci, antes de entrar em um avião para Los Angeles para nossa primeira reunião. Deus me disse que você era meu irmão e que eu deveria te amar desta forma. Sempre amei e sempre amarei”.

“Mas agora meu coração está partido, procurando por uma troca antiga de mensagens, cartas com sua letra e lembranças de segurar sua mão como se fosse para sempre. Achei que tivéssemos mais tempo, e muitos anos pela frente, para risadas e mais momentos para te perturbar no set. Encostando minha cabeça em seus ombros na sala enquanto Ryan nos dava direções. Achei que fosse durar para sempre, isso dói”.

“Também está escrito que tudo se renova, existe luz na escuridão. Correntes de água viva fluem, trazendo nova vida. E tudo o que nos resta agora é deixar as sementes do que você plantou na terra crescerem, florescerem e se tornarem mais lindas. Você está eternamente em meu coração”, concluiu Letitia Wright.

A publicação original pode ser vista abaixo.

Mais um filme

Antes de falecer, Chadwick Boseman conseguiu terminar as gravações do drama Ma Rainey’s Black Bottom. O longa já chamava atenção pela história e pelo elenco.

O que se sabe é que Ma Rainey’s Black Bottom foi anunciado pela Netflix ainda em 2019. No mesmo ano, as gravações teriam acontecido em julho.

O filme traz a Rainha do Blues, Ma Rainey, como a principal personagem. Ela é vivida por Viola Davis.

O longa com o astro da Marvel é baseado em uma peça de August Wilson. A história se passa em 1927, em uma tumultuada sessão de gravação de Ma Rainey.

O ator de Pantera Negra entra na história com o essencial papel do trompetista Levee. Como indica a sinopse, ele também tem bastante destaque nessa trama.

A descrição do filme da Netflix traz que na gravação, a destemida Ma “começa uma batalha contra o empresário branco e a produtora sobre o controle de sua música”. Enquanto isso, na sala de espera da gravadora, o personagem de Chadwick Boseman deve assumir o controle.

“Enquanto a banda espera na claustrofóbica sala de ensaio, o trompetista Levee (Chadwick Boseman) – que está interessado na namorada de Ma e está decidido a deixar a própria marca na indústria da música – estimula os seus colegas músicos com histórias reveladoras que vão mudar o curso de suas vidas”, completa a sinopse do filme.

O elenco tem ainda Glynn Turman, Colman Domingo e Michael Potts. A direção é de George C. Wolfe e o roteiro fica com Ruben Santiago-Hudson.

O último filme do astro de Pantera Negra, da Marvel, ainda não tem previsão na Netflix.