Vingadores: Ultimato teve uma série de momentos emocionantes, mas uma pequena cena que ainda mantém os fãs debatendo é um rápido momento entre Tony Stark e outra personagem.

Acontece bem no início do filme – enquanto os dois personagens estão matando o tempo até o que parece ser sua desgraça iminente. A dupla improvável começa a jogar futebol de papel. Stark fala com Nebula sobre as regras do jogo e ela acaba vencendo.

Se há uma coisa em que os fãs da Marvel são bons, é dissecar pequenos momentos para extrair todos os significados possíveis – e é isso que eles ainda estão fazendo com esta cena, tanto tempo depois do lançamento do filme.


Os fãs adoram esse momento entre esses dois personagens, especialmente porque mostra o quanto o personagem Tony Stark cresceu ao longo dos anos. Ele começou como um idiota arrogante e se tornou alguém que jogaria futebol de papel com uma ex-vilã.

O desenvolvimento do Homem de Ferro

Tony Stark, interpretado por Robert Downey Jr., é parte integrante do MCU desde seu filme de estreia, Homem de Ferro, em 2008.

Seu arco de história foi considerado por muitos como o arco de personagem definidor das três primeiras fases do MCU. Então, o que o personagem Tony Stark tem feito para contribuir com uma história tão importante ao longo dos anos? Ele cresceu.

Quando conhecemos Stark em Homem de Ferro, ele é um empresário pomposo, rico e egoísta que dirige uma empresa que fabrica armas. Ao longo de suas onze aparições em filmes do MCU, no entanto, observamos como Stark suaviza e se torna mais humano.

A Stark Industries para de fazer armas, ele cria a Stark Relief Foundation, ele se torna um homem de equipe como parte dos Vingadores, ele se torna um mentor de Peter Parker (Homem-Aranha), ele se tornou um pai amoroso e, no final das contas, ele se sacrifica para salvar todos em Vingadores: Ultimato. Isso é muito crescimento para um personagem.

Esta curta cena entre Stark e Nebula é o exemplo perfeito de como o personagem cresceu ao longo dos anos.

Nebula, retratada por Karen Gillan, começou no MCU como uma vilã em Guardiões da Galáxia, mas se torna um membro relutante dos mocinhos em Guardiões da Galáxia Vol. 2.

O fato de Stark ser capaz de se relacionar com uma personagem que já foi uma vilã no MCU se conecta com o arco do personagem. Ele a ensina a jogar o simples jogo de futebol de papel, possivelmente a deixa vencer, e aperta sua mão depois para dizer a ela “bom jogo”.

Nebula basicamente enlouquece por ter vencido, porque passou toda a vida perdendo para sua irmã adotiva, Gamora. Tudo porque Tony Stark decidiu tratá-la bem.

Os fãs da Marvel recentemente foram ao Reddit para discutir sobre a cena sincera e o que isso mostrou para o crescimento do personagem, e eles tinham muito a dizer sobre o assunto.

Um usuário resumiu muito bem ao afirmar: “Isso realmente mostra o quanto Tony cresceu em seu tempo no MCU. Nós o vimos em Homem de Ferro como o idiota pomposo que magoava aqueles que se importavam com ele, e então aqui, ele mostra bondade a uma ex-vilã por nada em troca.”

Outro usuário apontou que “realmente humanizou heróis em outro nível”, mostrando eles matando o tempo como o resto de nós.

Outros amaram sua química e uma pessoa opinou: “Ambos os personagens e atores são ótimos nesta cena.”

No Brasil, Vingadores: Ultimato, da Marvel, está agora disponível no Amazon Prime Video.