Luca Guadagnino, que vai dirigir o novo remake de Scarface, está determinado a fazer um filme proibido para menores que chocará o público.

A versão de 1983, dirigida por Brian De Palma, estrelou Al Pacino como Tony Montana, um imigrante cubano que rapidamente se torna o criminoso mais poderoso de Miami.

Scarface também estrelou Michelle Pfeiffer como a namorada de Montana, que se tornou uma relutante esposa. Escrito por Oliver Stone, era um remake sangrento, violento e chocante do filme de Howard Hawks de 1932, e causou polêmica no seu lançamento.


Apesar disso, o filme foi um sucesso de bilheteria e desde então se tornou um clássico da cultura pop.

Já foi parodiado em inúmeros filmes, videoclipes e até mesmo em jogos como Grand Theft Auto: Vice City, que apresenta uma batalha final que copia quase exatamente a icônica cena final do filme.

Um remake, escrito por Joel e Ethan Coen, está atualmente em desenvolvimento, a ser dirigido por Luca Guadagnino. O diretor italiano é mais conhecido por sua adaptação de Me Chame Pelo Seu Nome e o remake de 2018 do clássico terror Suspiria.

Falando ao Collider, Guadagnino revelou que pretende fazer o remake tão chocante quanto a versão de De Palma, lançada em 1983.

Chamando o personagem Tony Montana de “arquétipo”, Guadagnino disse que personagens malignos como ele são um “sintoma” da necessidade do imigrante de realizar o Sonho Americano.

O diretor acrescentou que seu filme será um filme proibido para menores e que o roteiro, que ele chamou de “ótimo”, levará a um filme “chocante”.

“A verdade é que estou interessado no personagem Tony Montana. Ele é um sintoma do Sonho Americano.”

“E eu acho que esses filmes são feitos para a época deles. Meu próprio Scarface chegará 40 anos após o anterior. Acho que o importante sobre esses filmes não é o fato de serem exuberantes e fundamentais, como o filme de Brian De Palma.”

“O importante é saber que Tony Montana é um personagem arquetípico. As coisas importantes são A: tem que ser bem feito, o roteiro tem que ser ótimo – e é. B: nosso Tony Montana tem que ser atual. Eu não quero imitar nada.”

“C: este filme deve ser chocante. Falei sobre Suspiria e mantive a promessa feita a vocês. Acho que vou surpreender o público com esse filme também. O filme de Brian De Palma foi classificado como proibido para menores, então eu quero que meu filme seja assim também.”

História chocante

O diretor italiano parece adorar gerar polêmica com seus filmes e certamente parece adequado para dirigir Scarface. O quão chocante o filme será (e por quê) terá que ser visto quando o longa em desenvolvimento for lançado.

Mas dado que os irmãos Coen, que não são conhecidos por se esquivar de representações realistas de violência em seus filmes, estão escrevendo o roteiro, os fãs podem esperar que este remake não se contenha. Se será capaz de corresponder às comparações com o filme de 1983 é menos claro.

Depois de gerar polêmica, Scarface de De Palma foi imortalizado, em parte, devido ao amor de várias estrelas do rap por seu conto, que parece glorificar fazer qualquer coisa para alcançar o Sonho Americano.

Como resultado, o filme se tornou uma espécie de lenda do cinema, algo maior do que ele mesmo e, como tal, é considerado perfeito por muitos fãs, apesar de seus defeitos. Resta ver se esta versão será capaz de criar tanta consideração.

Ainda não há data de lançamento para o novo remake de Scarface.