A polêmica sobre Lindinhas só piorou recentemente, depois que os protestos iniciais contra o pôster promocional da Netflix se intensificaram quando o filme foi lançado na plataforma de streaming.

A diretora Maïmouna Doucouré, que já havia revelado a onda de ódio que ela recebeu pelo filme, agora se manifestou sobre a reação ao seu trabalho e pediu aos críticos que realmente reservassem um tempo para assistir Lindinhas e se decidirem sobre sua postura.

Falando com Aramide Tinubu (via Decider), Doucouré enfatizou como a reação on-line contra a produção em grande parte não entendeu o que ela estava tentando alcançar e o que aqueles que realmente viram perceberam.


Resposta à controvérsia

“Estou ansiosa para ver a reação deles quando perceberem que estamos ambos do mesmo lado nessa luta contra a hiper sexualização de crianças pequenas.”

Na mesma entrevista, Doucouré expressou sua frustração com a forma como a Netflix escolheu comercializar Lindinhas, no sentido de que, ao focar em imagens sem o contexto necessário, eles abriram as portas para a enxurrada de críticas que surgiram desde então.

A empresa já se desculpou pelo erro, inclusive para Doucouré, e ela afirmou que agora está ciente da necessidade de melhorar a comunicação sobre como os expositores lidam com seu material.

“Aprendi que preciso dedicar um tempo para olhar cada etapa, além do marketing.”

“Neste caso específico, foi difícil, porque tínhamos que fazer as coisas rapidamente. Não vi o pôster que a Netflix divulgou antes de seu lançamento.”

“Da próxima vez, supervisionarei o pôster e nos comunicaremos melhor.”

Lindinhas já está disponível na Netflix.