Noah (Jacob Elordi) foi para Harvard para a faculdade em A Barraca do Beijo 2, mas como ele foi aceito?

Durante o segundo ato de A Barraca do Beijo, a mãe dos Flynns, Sara (Molly Ringwald) deu a boa notícia a seu filho mais velho – ele entrou na prestigiosa instituição acadêmica.

Isso causou alguma confusão, já que em nenhum lugar do filme foi revelado que ele sequer se inscreveu na faculdade da Ivy League.


A Barraca do Beijo 2 avançou com este arco, narrando o primeiro ano de Noah em Cambridge, enquanto sua namorada, Elle (Joey King) foi deixada em Los Angeles para terminar o ensino médio.

Já que a sequência foi focada principalmente nela e em seu relacionamento com Lee (Joel Courtney) e o novo figurão, Marco (Taylor Zakhar Perez), Noah quase não apareceu no novo filme.

Os fãs só o viam quando ele falava com Elle, e o breve tempo que passaram juntos em Boston.

Por causa disso, as pessoas não têm uma boa noção de como é sua vida em Harvard, o que não ajuda a responder às perguntas sobre como ele conseguiu ser aceito em uma faculdade de boa reputação.

Além de A Barraca do Beijo 2, que mal oferece aos espectadores uma visão do que é a vida de Noah na faculdade, o filme original também não fez um bom trabalho estabelecendo que tipo de aluno ele era no colégio.

Embora ambos os filmes tenham sido ambientados principalmente em escolas, eles não se concentram nos estudos de Elle, Lee ou Noah.

Havia algumas indicações sobre como ele era no colégio, no entanto. Ele jogou no time de futebol e se meteu em brigas facilmente devido ao seu temperamento, e não parece que ele gosta muito de estudar.

Mas, em vez de esclarecer como ele consegue entrar em Harvard, isso torna as coisas mais intrigantes. Então, como Noah foi aceito em uma faculdade da Ivy League com esse tipo de histórico escolar?

Como foi aceito?

Existem algumas explicações de como isso aconteceu.

Em primeiro lugar, Noah poderia ter entrado em Harvard por meio de um programa atlético. A taxa de aceitação da universidade quando se trata de atletas com boa posição acadêmica é de 83%, em comparação com apenas 16% para não atletas, conforme relatado pelo Harvard Crimson.

Embora a faculdade, como outras instituições da Ivy League, não ofereça uma bolsa de estudos para atletas, eles valorizam os alunos que também se destacam nos esportes, já que ser inteligente até certo ponto já é um dado adquirido.

Em um ponto em A Barraca do Beijo 2, os fãs podem ver suas ombreiras de futebol no canto de seu quarto, então, embora a sequência nunca o tenha mostrado jogando ou mesmo treinando para o esporte, há uma chance de que ele faça parte do time da faculdade.

Outra explicação possível é que Noah é um “estudante legado”, o que significa que um ou ambos os pais estudaram em Harvard. Os filmes de A Barraca do Beijo não estabeleceram isso, mas considerando que eles estão bem de vida, isso não é improvável.

Isso teria tornado mais fácil para Noah entrar na faculdade de prestígio, mesmo que ele não tivesse o melhor histórico acadêmico ao se inscrever. Para tornar as coisas muito mais fáceis para ele, ele poderia ter tido essas duas vantagens e mais se os Flynns também doassem dinheiro para a faculdade.

O artigo “Legado e preferências de atleta em Harvard” revela que 43% dos candidatos brancos que foram aceitos em Harvard eram legados, atletas ou filhos de professores e doadores.

Se eles tivessem passado pelo processo normal, no entanto, apenas um quarto desses alunos teria entrado.

A Barraca do Beijo 2 não revelou para onde Elle vai depois de ser aceita em Harvard e na Universidade da Califórnia.

Se ela acabar em Harvard com Noah, no entanto, talvez o terceiro filme possa esclarecer o processo de entrada na faculdade especificamente para ela e seu namorado.

A Barraca do Beijo e sua continuação, A Barraca do Beijo 2, já estão disponíveis na Netflix.