Qualquer um que tenha assistido ou lido The Walking Dead sabe como funciona a dinâmica de uma longa história ambientada em futuro pós-apocalíptico. Os personagens centrais encontram um local seguro e perdem tudo para alguma catástrofe, o que se repete várias vezes. É isso o que vemos no livro Malorie, continuação de Bird Box, mas em quantidade excessiva.

De fato, o novo livro soa mais como um filme do que um romance propriamente dito, em razão da quantidade excessiva de cenas de ação.

Logo no início vemos o local que Malorie e as crianças encontraram no fim de Bird Box sendo destruído com violência repentina. A mãe pega os filhos e fogem, deixando o novo lar para trás. Ela abandona todos e foca em salvar a si própria e os filhos.


Dez anos depois, Tom e Olympia já são adolescentes e vivem sob as regras rigorosas e negatividade da mãe. Tom, em particular, está obcecado em criar experimentos que o permitam enxergar ou lutar contra as criaturas invisíveis.

Já Olympia é mais obediente à mãe, menos rebelde.

Sem entrar em muitos detalhes, com a chegada de uma pessoa desconhecida, que dá notícias chocantes, eles são forçados mais uma vez a deixar esse local seguro no qual viviam.

O livro foca no estado mental de Malorie e seus filhos, ao invés de trazer muitas respostas sobre as criaturas invisíveis. Existem teorias, mas nada muito conclusivo. O mistério é mantido.

Ainda assim, o excesso de cenas de ação dessa continuação de Bird Box acaba tirando parte do charme do original, criando tensão não através do suspense, mas pelos momentos mais agitados.

Adaptação da Netflix

Em entrevista ao Inverse, Josh Malerman não disse muito, mas confirmou o desenvolvimento do filme de Malorie pela Netflix.

“Não posso dizer muito, mas posso dizer que está em desenvolvimento. Algumas vezes esse mistério todo é estranho, mas estou dentro”, disse Malerman sobre a continuação do longa da Netflix.

Resta aguardar por mais detalhes da adaptação da continuação de Bird Box.

O filme original pode ser assistido na Netflix. O livro Malorie, por sua vez, já está à venda.