Em tempos de quarentena, a Netflix se esforça para lançar novos conteúdos de qualidade a cada semana. Agora, a plataforma comemora a estreia do aguardado thriller O Diabo de Cada Dia, protagonizado por Robert Pattinson, Tom Holland e várias outras estrelas.

Desde o anúncio de sua produção, o Diabo de Cada Dia tem intrigado fãs da Netflix, principalmente por seu elenco repleto de estrelas e história interessante, ambientada na época da segunda guerra mundial.

Muitos fãs não sabem, mas Robert Pattinson surpreendeu o elenco do filme com um sotaque diferente ao viver o Reverendo Preston Teagardin.


Confira abaixo tudo sobre essa história!

Sotaque interessante

O Diabo de Cada Dia (The Devill All The Time) é um thriller psicológico original da Netflix, dirigido por Antonio Campos. O roteiro foi escrito por Antonio e Paulo Campos, baseado em um livro de mesmo nome, publicado por Donald Ray Pollock.

Embora tenha ficado fora do elenco do filme, Jake Gyllenhaal atua como produtor executivo, junto de Reva Marker, Gretchen McGowan, Randall Poster e Max Born.

Originalmente, o filme estrearia na Netflix em 15 de maio de 2020, mas o lançamento acabou adiado e ficou para 16 de setembro do mesmo ano.

O longa é ambientado na época da Segunda Guerra Mundial, e acompanha a destruição e tristeza causada pelo conflito na vida de vários personagens individuais.

Robert Pattinson foi escolhido para interpretar o misterioso reverendo Preston Teagardin.

Em um filme repleto de personagens psicóticos, vilões e anti-heróis, Teagardin é com certeza o pior dos piores. Após aparecer na tela pela primeira vez, o religioso demora poucos minutos para começar a seduzir os membros mais vulneráveis da cidade de Cold Creek.

Em uma entrevista recente, o diretor Antonio Campos revelou que Pattinson criou sozinho o sotaque de seu personagem em O Diabo de Cada Dia. A atitude do ator foi uma grande surpresa para o elenco e equipe, que só puderam conferir a imponente entonação do astro no primeiro dia das gravações.

Para Teagardin, Robert Pattinson criou um interessante sotaque do sul dos Estados Unidos, misturado com uma voz aguda deixou membros da equipe de produção chocados.

“Eu sabia que ele não falaria com o sotaque britânico tradicional, mas não tinha ideia como o novo sotaque soaria. Além disso, ele não aceitou a ajuda de um técnico de dialetos, preferiu criar tudo sozinho”, contou Campos.

O diretor também revelou que Robert Pattinson escolheu interpretar o sinistro reverendo após ler o livro que inspira o filme.

“O Rob disse na hora: ‘Eu quero interpretar esse cara, Teagardin. Ele parece ser muito interessante e divertido'”, revelou o diretor.

O Diabo de Cada Dia está disponível na Netflix.