Embora a Netflix não seja estranha à controvérsia, a reação recente contra a plataforma está em alta após sua decisão de ser o lar do polêmico novo filme Lindinhas, que muitos estão chamando de “pedófilo” graças ao seu foco na sexualização de meninas pré-adolescentes.

Isso levou a uma manifestação da comunidade para removê-lo completamente da Netflix, e agora um senador dos Estados Unidos está intensificando suas próprias acusações pesadas e pedindo uma investigação federal sobre a produção do filme.

Em uma série de postagens no Twitter, o senador Ted Cruz revelou que acha que Lindinhas explora crianças e ganha dinheiro com a sexualização delas. Além disso, ele emitiu uma carta ao procurador-geral Bill Barr solicitando uma investigação federal sobre o filme, dizendo:


“A Netflix está atualmente apresentando um filme intitulado Lindinhas que sexualiza garotas, inclusive por meio de cenas de dança que simulam atividades sexuais e uma cena que expõe os seios nus de uma menor.”

“Peço que o Departamento de Justiça investigue a produção e distribuição deste filme para determinar se a Netflix, seus executivos ou os indivíduos envolvidos na filmagem e produção de Lindinhas violaram qualquer lei federal contra a produção e distribuição de pornografia infantil.”

“O filme constantemente sexualiza essas garotas pré-adolescentes enquanto elas executam danças que simulam conduta sexual em roupas reveladoras, incluindo pelo menos uma cena com nudez parcial de criança. Essas cenas em si são prejudiciais.”

“E é provável que a filmagem desse filme tenha criado cenas ainda mais explícitas e abusivas, e que os pedófilos em todo o mundo no futuro irão manipular e imitar este filme de maneiras abusivas.”

Filme polêmico

Enquanto isso, a Netflix defendeu Lindinhas como comentário social, que é precisamente o que a diretora Maïmouna Doucouré afirmou repetidamente que ela pretendia que o filme fosse.

Ela havia dito anteriormente que o objetivo do filme era ser uma análise sobre algumas de suas experiências pessoais quando menina e um alerta para o mundo de que a cultura da internet sexualiza as crianças.

Infelizmente para ela, no entanto, essa mensagem foi abafada pela atenção negativa recebida após o problemático impulso de marketing inicial da Netflix, que mostrou o jovem elenco em roupas reveladoras e poses sexualizadas.

Lindinhas está agora disponível na Netflix.