Faz pouco tempo que o mundo soube da trágica morte de Chadwick Boseman aos 43 anos.

Agora a Netflix lançou as primeiras imagens do ator de Pantera Negra em seu papel final.

O ator concluiu a produção de A Voz Suprema do Blues pouco antes de morrer de câncer de cólon, após uma batalha secreta de quatro anos contra a doença.


Recentemente, o serviço de streaming compartilhou no Twitter quatro fotos do próximo filme.

O filme explora as tensões raciais em Chicago em 1927. O astro de Pantera Negra estrela o filme como trompista da cantora de blues Ma Rainey, interpretada por Viola Davis.

Os fãs ficaram animados e tristes com a notícia do filme final do ator muito querido.

Alguns, no entanto, ficaram impressionados com o quão magro Chadwick Boseman parecia e estavam orgulhosos de sua ética de trabalho.

Sua perda de peso foi devido à quimioterapia do tratamento contra o câncer.

Reação dos fãs

“Oh, Chadwick! Ele parece tão magro. Deus sabe como era sua dor”, disse um fã no Twitter.

“Eu não posso acreditar como Chadwick está magro. Me emociono com o fato de que ele fez o que amava até o fim”, escreveu outro internauta.

Outros fãs esperam que Boseman seja indicado ao Oscar póstumo.

“Vou chorar do começo ao fim. Espero que ele consiga uma indicação ao Oscar. Não preciso ver para saber que ele está ótimo”, comentou uma pessoa.

O roteiro de A Voz Suprema do Blues foi adaptado por Ruben Santiago-Hudson da peça ganhadora do Prêmio Pulitzer.

O filme se concentra em uma sessão de gravação durante a qual Ma Rainey entra em conflito com seu empresário e produtor branco pelo controle de sua música.

O personagem de Boseman, Levee, também busca influenciar suas gravações para promover sua própria carreira.

Tudo se passa nos confins da claustrofóbica sala de ensaios enquanto o drama atinge o clímax.

O filme vai estrear na Netflix em dezembro.

Davis, que ganhou um Oscar por Um Limite entre Nós de 2016, disse ao NY Times que o ator de Pantera Negra se dedicou totalmente ao papel.

“Atores com o status de Chadwick geralmente aparecem e é o ego deles que aparece antes deles, como: ‘Isso é o que eles querem, isso é o que eles não vão fazer’”, explicou a atriz.

“Isso nunca aconteceu com Chadwick. Ele poderia descartar completamente qualquer ego que tivesse, qualquer vaidade que tivesse.”

O diretor George C. Wolfe já havia descrito fazer o filme com Chadwick Boseman como “uma experiência gloriosa”.

“Todos os dias nós testemunhamos a ferocidade de seu talento e a gentileza de seu coração. Um ser humano verdadeiramente abençoado, amoroso, talentoso e generoso”, declarou Wolfe.

Chadwick Boseman continuou trabalhando em sua carreira de ator apesar de seu diagnóstico e passou por um tratamento enquanto estrelava como o Pantera Negra da Marvel.

Ele também concluiu o trabalho em Crime sem Saída e Destacamento Blood antes de sua morte em agosto de 2020.

No Brasil, Pantera Negra, com Chadwick Boseman, está agora disponível no Amazon Prime Video.