Alan Moore, o criador de Watchmen, deu uma entrevista reveladora ao Deadline. O escritor criticou os filmes de heróis em conversa de divulgação do longa dele, The Show.

O escritor afirma que se mantém aposentado dos quadrinhos. O fato é por conta dos filmes de heróis, que foram “igualados” aos projetos na visão de Moore.

Além disso, o criador de Watchmen garante não acompanhar nenhum filme de herói, seja da Marvel, DC ou outra editora.


“Eu não vejo filmes de heróis desde o primeiro Batman de Tim Burton. Eles cegaram o cinema e também cegaram a cultura em algum grau”, declarou o escritor.

Além disso, Moore vê uma “infantilização” da população no sucesso desse tipo de filme.

“Há anos eu disse que era um sinal preocupante, que milhões de adultos estavam fazendo fila para verem personagens criados para divertir garotos de 12 anos. Isso parece falar sobre algum tipo de escape das complexidades do mundo moderno e ir para nostalgia, de relembrar a infância. Parecia perigoso, estava infantilizando a população”, continuou o famoso.

Ligação de cinema e sociedade

Para Moore, também existe uma conexão sobre eventos políticos e a popularidade dos filmes de heróis.

“Pode ser completamente uma coincidência, mas quando em 2016 elegeram Donald Trump e o Reino Unido votou para deixar a União Europeia, seis das 12 maiores bilheterias eram de filmes de heróis. Não digo que um cause o outro, mas eu acho que são sintomas do mesmo – uma negação da realidade e um grito para soluções simplistas e extraordinárias”, afirmou o escritor.

A popularidade dos filmes, como de Marvel e DC, apenas aumentam. Vingadores: Ultimato chegou em 2019 a ser a maior bilheteria da história do cinema.

Moore garante que não quer ver os filmes de heróis. Além disso, fez acusações contra os estúdios e as editoras.

“Oh Cristo, eu não quero ver. Todos esses personagens foram roubados dos criadores, todos. Eles têm uma longa lista de fantasmas atrás deles… Eu não tenho interesse, eles foram coisas criadas para crianças na década de 1930 e eram perfeitamente bons assim. Mas, se você tenta fazer para o mundo adulto, acho que vira algo grotesco”, finalizou o criador de Watchmen.

Por enquanto, The Show, o filme de Alan Moore, está em exibição apenas em festivais de cinema.