É muito fácil ignorar o fato de que o adorável Olaf é um personagem com camadas maravilhosas na franquia Frozen. Além de sua natureza adorável, é um boneco de neve que carrega um peso emocional.

Na verdade, o curta-metragem recém-lançado, Era Uma Vez um Boneco de Neve, deixa esse ponto evidente, atuando como preenchimento entre a criação de Olaf e quando ele conheceu Anna e Kristoff.

Além disso, o curta também serve como uma janela importante para o coração da jornada de autoidentidade de Olaf, que só atinge seu ritmo em Frozen 2.


Era Uma Vez um Boneco de Neve dá uma base para a busca de Olaf para descobrir onde ele se encaixa e o que ele significa para si mesmo. Este tem sido um tema consistente para a franquia Frozen, com Elsa passando grande parte do primeiro filme fugindo de sua verdadeira vocação.

O curta vai tão longe a ponto de mostrar como Olaf realmente explora a “criança interior” – aquela pureza de coração que vem com ser tão sincero e ingênuo.

A jornada do boneco de neve

Logo no início, Olaf proclama seu senso de confusão e se pergunta em voz alta se ele está “tendo um pouco de crise de identidade”. De lá, ele entra na loja de Oaken na floresta, onde está em busca de um nariz. É mais um daqueles momentos marcantes da vida, silenciosamente em exibição.

O desejo de Olaf de ter uma sensação de plenitude e confiança conforme o mundo fica maior é fácil de se relacionar.

Em seguida, enquanto procura o nariz, Oaken mostra as fotos do boneco de neve no verão, o que faz seu senso de identidade se firmar. Basta olhar para a estação ensolarada e é como se Olaf tivesse encontrado aquele pedaço enorme de si mesmo que estava faltando.

Antes de partir, Oaken presenteia Olaf com um nariz em forma de linguiça de verão. Armado com seu primeiro senso real de propósito, com nariz novo e tudo, Olaf realmente inicia sua jornada de vida – marcada por uma curiosidade e confusão ilimitadas.

Isso foi necessário retratar porque, embora Olaf seja apenas um boneco de neve, é importante ilustrar que todos têm um interesse pessoal na vida. O propósito é o que impulsiona a motivação, e Olaf merece ter uma base para mostrar a sua, mesmo que tenha demorado apenas alguns minutos.

Os filmes e curtas de Frozen estarão em breve disponíveis no Disney+, serviço de streaming que será lançado no Brasil em novembro.