Estrela de Grey’s Anatomy está no filme mais fracassado do cinema

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nos anos 2000, Katherine Heigl parecia estar se estabelecendo como a nova “queridinha de Hollywood”. Com diversos papéis de sucesso em comédias românticas e uma performance aclamada como Izzie Stevens em Grey’s Anatomy, o céu era o limite para a atriz.

No entanto, devido à algumas confusões nos bastidores de Grey’s Anatomy, declarações polêmicas e brigas com colegas, Katherine Heigl acabou se tornando persona non grata nas grandes produções de Hollywood, tanto no cinema quanto na TV.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ainda na época do auge de sua carreira, Katherine Heigl acabou participando de um dos maiores fracassos da história do cinema – mas esse caso não é tão simples assim.

Confira abaixo!

Projeto inusitado 

Em 2006, antes de participar de suas conhecidas comédias românticas, Katherine Heigl foi escalada em um filme muito diferente dos projetos que estava acostumada. 

Procurando diversificar sua filmografia, Heigl aceitou co-protagonizar Estrada da Morte, thriller psicológico com o título original “Zyzzyx Road”.

Hoje em dia, o filme de Heigl e Tom Sizemore ganhou uma pátina cult, com sites especializados pedindo um reboot. De acordo com certas resenhas do Google, o longa é uma verdadeira obra de arte. 

“Eu já vi Estrada da Morte umas 200 vezes, e o papel de parede do meu quarto é apenas o pôster do filme”, escreveu um fã. 

Se você nunca ouviu falar em Estrada da Morte, a culpa não é sua: O filme praticamente não foi divulgado em ações de marketing.

De acordo com o EW, Estrada da Morte acompanha a história de um contador que se apaixona por “uma adolescente com estilo de Lolita” e rouba um avião para matar seu ex-amante no deserto de Las Vegas. 

A produção de Estrada da Morte foi uma complicação sem fim. Como as gravações foram realizadas no deserto, ataques de cascavéis, escorpiões e formigas eram constantes. 

Na terceira semana da produção, o ator Tom Sizemore foi preso por posse de drogas e violação de liberdade condicional. 

A produção continuou e o ator foi readmitido no filme. Porém, no final das contas, o projeto de 1,2 milhão de dólares foi lançado apenas como uma formalidade do Sindicato dos Atores.

“Eu não queria uma audiência. Olhei para o projeto e pensei: ‘Qual é a maneira mais barata de me livrar dessa bagunça?’ Aí nós alugamos uma sala de cinema por mil dólares”, contou o produtor Leo Grillo.

Apenas 6 pessoas assistiram Estrada da Morte no cinema. Uma delas era Sheila Moore, uma das maquiadoras da equipe do longa.

“Compramos a pipoca e algumas bebidas, é foi tudo muito surreal! Querem saber de uma coisa? Foi o Grillo que pagou os ingressos!”, comentou Moore.

Katherine Heigl falou sobre o filme em uma entrevista ao Express, e não expressou arrependimento do projeto.

“Me pagaram. E eu precisava do dinheiro para pagar o aluguel”, contou a atriz.

Hoje, Estrada da Morte é considerado o maior fracasso lucrativo da história do cinema. Com um orçamento de quase 2 milhões de dólares, o filme faturou apenas 30 dólares nas bilheterias.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio