Derry pode ser uma cidade fictícia e serve como palco central de It: A Coisa, mas ela foi inspirada em uma cidadezinha de verdade nos EUA, Bangor, que foi abalada por uma chocante tragédia. Dentre muitos outros aspectos do local, Stephen King optou por adaptar esse incidente no seu livro.

Em 1984, Charlie Howard foi assassinado em Bangor. Howard era um homem de 23 anos, gay, que foi atacado por três adolescentes e jogado em um canal, onde ele acabou se afogando.

A comunidade local ficou em choque, o que levou à construção de um monumento perto do local de sua morte e a criação da Charlie Howard Memorial Library, na cidade de Portland, no Maine.


Stephen King se inspirou nesse triste episódio de violência para criar a história de Adrian Mellon em It: A Coisa.

No livro, Adrian é atacado por um grupo de adolescentes homofóbicos e deixado em um canal, onde, ao invés de se afogar, acaba encontrando Pennywise.

Esse evento leva o Clube dos Perdedores, já adultos, a lutarem contra a entidade mais uma vez, honrando o pacto que fizeram quando crianças.

Uma bela homenagem de Stephen King à essa vítima de crime de ódio.

Cena cortada

It: A Coisa já foi adaptado para uma minissérie e dois filmes, mas essas duas versões da história deixaram de fora uma revelação muito importante sobre Pennywise.

Tanto na minissérie, quanto nos filmes, o Clube dos Perdedores acaba vencendo a entidade que assume a forma do palhaço Pennywise. Eles chegam a entrar no lar da criatura e acabam com ela.

Existe, no entanto, um fator que as adaptações deixaram de fora: a criatura é fêmea. Ao menos é o que o livro dá a entender, visto que ela coloca ovos, que o Clube dos Perdedores precisa destruir.

Eles conseguem realizar tal missão no romance original, mas nos filmes e na minissérie de It: A Coisa esse lado da história é deixado de fora.

Tendo em vista que Pennywise é capaz de mudar de forma, é possível que ele não tenha um gênero definido, podendo alternar entre um e outro, mas todo esse aspecto do livro acabou não sendo adaptado.

O porquê disso não ter aparecido nas versões de cinema e TV não foi revelado, mas, de fato, não chega a ser algo crucial para a história e, em um livro com tantas páginas, é de se esperar que certos pontos fiquem de fora em adaptações.

It: A Coisa está disponível na Netflix.