Larry Lieber, Don Heck, Jack Kirby e, claro, Stan Lee são os indivíduos talentosos por trás do popular personagem da Marvel, Homem de Ferro. Nascido como Tony Stark, a criação do Homem de Ferro marcou um super-herói que veio de um passado rico e empresarial.

O Homem de Ferro foi introduzido pela primeira vez em 1963, e o momento da entrada do personagem foi realmente um elemento definidor.

Ao falar sobre o Homem de Ferro, Lee explicou (via Superhero Toy Store): “Acho que me desafiei. Foi o auge da Guerra Fria. Os leitores, os jovens leitores, se havia uma coisa que eles odiavam, era a guerra, eram os militares. Então, eu tinha um herói que representou isso ao centésimo grau.”


“Eu pensei que seria divertido pegar o tipo de personagem que ninguém gostaria, nenhum de nossos leitores gostaria, e empurrá-lo goela abaixo e fazê-los gostar dele. E ele se tornou muito popular.”

O personagem bem pensado de Lee valeu a pena.

No entanto, os fãs do MCU ficaram bastante desapontados com a interpretação do personagem em Homem de Ferro 2.

Grande decepção

Os fãs e telespectadores do MCU estavam ansiosos para a estreia de Homem de Ferro 2. Foi revelado que o objetivo do filme era retratar a infame história Homem de Ferro: O Demônio da Garrafa.

No entanto, o público percebeu rapidamente que não era esse o caso. Embora houvesse algumas referências no filme que sugeriam a luta de Tony Stark com a bebida, elas estavam distantes do que foi explorado com profundidade na história em quadrinhos.

Muitos fãs acharam isso decepcionante, pois estavam ansiosos para ver um lado mais complexo e profundo do famoso super-herói. Embora os espectadores da MCU possam ter ficado desapontados com a fraca adaptação, muitas pessoas ainda pareciam gostar do filme.

Homem de Ferro 2, da Marvel, estreou em 2010, fazendo sucesso em bilheteria, apesar de uma fria recepção com a crítica.