Vingadores: Ultimato confirmou o que muitos previam desde Vingadores: Era de Ultron: que o Capitão América é digno de empunhar o martelo encantado de Thor, o Mjolnir. Mas, por mais memorável que tenha sido esse momento, pode ter tido um custo imprevisto para Steve Rogers.

O livro recém-lançado The Wakanda Files: A Technological Exploration of the Avengers and Beyond lança alguma luz sobre a tecnologia e as armas do MCU, incluindo Mjolnir e Stormbreaker.

Como os fãs já sabem, apenas alguns poucos são dignos de empunhar o Mjolnir devido ao feitiço colocado nele por Odin. Mas mesmo sem o feitiço, parece que as armas Asgardianas simplesmente não foram feitas para serem empunhadas por seres mortais. The Wakanda Files afirma o seguinte sobre o assunto:


“Há uma conexão psíquica ou telecinética por meio dessas armas que aumentam as habilidades de Thor.”

“Pode ser por isso que Thor disse em mais de uma ocasião que, se um de nós empunhar o Mjolnir, há uma chance de que mesmo segurando a arma, nossas mentes vão desmoronar. Os efeitos psíquicos da arma em um mero mortal podem ser catastróficos.”

Efeitos colaterais para o Capitão América

Thor também disse algo semelhante aos Guardiões da Galáxia em Vingadores: Guerra Infinita. Depois de ser salvo pelos Guardiões, Thor diz a eles que ele tem que ir a Nidavellir para conseguir uma arma forte o suficiente para matar Thanos.

Quando Peter Quill sugere que todos eles deveriam receber tais armas, Thor afirma que eles não são fortes o suficiente e que “seus corpos desmoronariam enquanto suas mentes desabassem na loucura”.

Assumindo que Thor estava falando a verdade, isso implica que os seres mortais são física e mentalmente incapazes de utilizar armas Asgardianas como Mjolnir e Stormbreaker.

Mesmo com esses parâmetros, é difícil dizer que efeito o martelo realmente teve na mente de Capitão América. Afinal, ele pode ser mortal, mas ainda é muito mais do que isso.

Os poderes de Capitão América vêm do Soro do Super-Soldado do Dr. Erskine, uma solução química destinada a aprimorar a mente e o corpo humanos. O soro melhorou muito sua força física, sua capacidade mental e sua habilidade de curar, entre outras coisas.

Esses poderes podem tê-lo tornado menos suscetível aos efeitos que o Mjolnir normalmente teria em um mortal.

Quando Capitão América empunhou o Mjolnir, no entanto, ele não desmoronou como Thor descreveu. Em vez disso, o Mjolnir parecia aumentar suas habilidades e até mesmo permitir que ele convocasse raios.

Capitão América também foi capaz de chamar a arma para ele. Provavelmente, ele compartilhou a conexão psíquica ou telecinética com o Mjolnir que foi descrita no livro. Ele até usou Stormbreaker brevemente antes de Thor insistir que eles trocassem de armas.

Embora Capitão América não parecesse estar pensando ou agindo muito diferente enquanto empunhava o Mjolnir ou a Stormbreaker, isso não necessariamente exclui os efeitos de longo prazo em sua mente.

Esta não seria a primeira vez que Capitão América resistiu a algo feito especificamente para os Asgardianos. Em Vingadores: Era de Ultron, Thor compartilhou um pouco de cerveja Asgardiana com Steve, que não era para ser consumida por homens mortais.

Eles também compartilharam com um insistente veterano da Segunda Guerra Mundial interpretado por Stan Lee. Enquanto o veterano ficou intoxicado, o metabolismo aprimorado de Steve e as células regenerativas garantiam que ele ficaria bem.

Apesar do próprio aviso de Thor, ele não hesitou em despejar a cerveja na xícara de Steve. Da mesma forma, Thor não pareceu preocupado quando o Super Soldado pegou o Mjolnir e ficou animado por seu amigo.

Capitão América pode ser tecnicamente humano, mas Thor também sabe que ele não é um mortal comum.

Já que o Capitão América é um dos primeiros mortais conhecidos a empunhar Mjolnir no MCU, não há muitos casos para compará-lo. Os outros personagens que pegaram com a arma são Odin, Hela e Visão, nenhum deles humano.

Nos quadrinhos da Marvel, no entanto, alguns outros empunharam o martelo, incluindo Eric Masterson, Tempestade e Jane Foster. Embora empunhar o martelo não os deixasse loucos, teve um efeito físico significativo em alguns deles.

No caso de Jane, segurar o Mjolnir a transformou em uma Asgardiana e eliminou todas as toxinas de seu corpo. Infelizmente, isso incluía seus medicamentos de quimioterapia e, como resultado de empunhar o martelo, Jane apagou todo o progresso em seu tratamento contra o câncer.

Embora as mesmas regras nem sempre se apliquem no MCU, ainda pode haver um preço alto a pagar por qualquer mortal que empunhou o Mjolnir.

Embora o Mjolnir não pareça ter um impacto físico em Capitão América, ele ainda pode ter experimentado alguns efeitos psicológicos após o fato. No final de Vingadores: Ultimato, Steve voltou aos anos 1940 e se casou com Peggy Carter.

Anos depois, ele alcançou o presente e passou o escudo para Sam Wilson. Tendo partido por tanto tempo, é possível que Steve tenha experimentado alguns efeitos colaterais mentais do Mjolnir.

Por outro lado, o Soro do Super-Soldado poderia ter aliviado os efeitos psicológicos junto com os físicos. De qualquer forma, Capitão América correu um risco maior do que ele imaginava quando pegou o martelo.

Vingadores: Ultimato, da Marvel, em breve estará disponível exclusivamente no Disney+, serviço de streaming que será lançado no Brasil em novembro.