O filme do Quarteto Fantástico de 2005 quase teve uma versão completamente diferente de Doutor Destino do que a interpretada por Julian McMahon. Não apenas o design do personagem inicialmente se inclinou mais para o reino do horror corporal, mas também quase foi interpretado por Nicolas Cage.

Em uma postagem no Instagram, o artista conceitual Ryan Unicomb revelou designs não utilizados para o braço cibernético de Doutor Destino e seu rosto cheio de cicatrizes.

Notavelmente, a seção do bíceps do braço de biometal não tenta esconder nenhuma queimadura visível na pele, ao invés disso, revela sua carne danificada através de painéis transparentes.


Além disso, o modelo do rosto de Doutor Destino não é apenas de cor azul, mas também tem um design bastante insectoide.

Vilão do Quarteto Fantástico

“Antes de Julian McMahon assumir o papel, Nicolas Cage havia sido escalado como Doutor Destino para Quarteto Fantástico de 2005”, escreveu Unicomb em uma legenda para as imagens.

“A equipe de produção decidiu abordar Cage depois que um artista conceitual usou a imagem do cantor Marilyn Manson para algumas de suas artes.”

Unicomb continuou: “Na época, o projeto era consideravelmente mais sombrio e o visual de Doutor Destino estava definitivamente andando na linha entre PG-13 e Rated R (como visto nessas maquetes de produção de seus braços de biometal sem pele). Isso obviamente nunca deu certo, mas é interessante mesmo assim.”

Comparado com os personagens do Quarteto Fantástico no filme de 2005, cujas origens permanecem fiéis aos quadrinhos, Victor Von Doom de McMahon passou por mudanças mais drásticas em sua história de supervilão.

Em vez do monarca implacável da Latvéria, este Doutor Destino é o CEO da Von Doom Industries e ex-colega de classe de Reed Richards que concorda em dar a ele, Ben Grimm e Susan e Johnny Storm acesso a uma estação espacial onde eles podem testar a energia cósmica.

O Marvel Studios está desenvolvendo um reboot de Quarteto Fantástico, mas não há data de lançamento.