James Bond 26 poderia abandonar os dias modernos e ir para a década de 1960 para realmente traçar uma linha sob a era de Daniel Craig.

Embora a atual pandemia continue a atrasar a missão final do atual 007, 007 – Sem Tempo para Morrer (eventualmente) trará a encarnação moderna de James Bond à sua dramática conclusão.

Ao contrário dos atores anteriores de James Bond, os cinco filmes de Daniel Craig contam uma história coesa, traçando a ascensão de um agente estreante ganhando seu status em 007 – Cassino Royale para um aposentado suportando piadas de sua sucessora em 007 – Sem Tempo para Morrer.


Arcos de história como o romance de Madeleine Swann e a influência abrangente de SPECTRE também foram transmitidos por vários filmes.

Como a jornada de Daniel Craig como James Bond ficou orgulhosamente separada do resto da franquia, a sequência de 007 – Sem Tempo para Morrer exigirá uma reinicialização mais drástica.

No passado, um novo ator de Bond se encaixaria na continuidade existente sem explicação, mas essa abordagem não funciona mais em 2020.

Além de um novo ator principal, Bond 26 precisará de uma safra inteiramente nova de personagens secundários, arcos de história exclusivos e um tom novo para se diferenciar dos inimitáveis ​​filmes de Daniel Craig.

De volta aos anos 60

Uma ampla variedade de maneiras de acertar neste recomeço foi sugerida, mas talvez a mais empolgante seja levar o próximo ator de 007 de volta aos anos 1960.

Desde que a franquia de filmes de James Bond começou com O Satânico Dr. No de 1962, cada parte foi ambientada em um ambiente mais ou menos contemporâneo.

Cada encarnação do espião icônico também foi um produto de seu tempo, das aventuras mais despreocupadas de Roger Moore nas décadas de 1970 e 1980 ao realismo de Daniel Craig de 2000.

Mas, embora 007 tenha evoluído ao longo das décadas, o personagem é intrinsecamente um produto dos anos 1960 – a era dos livros de Ian Fleming e o projeto traçado por Sean Connery.

Cada reimaginação de James Bond desde então foi uma variação do mesmo modelo dos anos 1960.

Apesar de todos os rumores, ainda não foi definido um ator para interpretar o novo James Bond. Portanto, ainda não se sabe quando o reboot irá de fato ser tirado do papel, mas é provável que os produtores da franquia já estejam preparando um planejamento.

007 – Sem Tempo para Morrer, com Daniel Craig, chegará aos cinemas em abril de 2021.