É bastante comum que filmes de terror utilizem histórias da vida real como base, extrapolando alguns pontos, é claro. Fica a questão, portanto, o novo terror da Netflix, O Fascínio, é baseado em fatos?

O filme não é baseado diretamente em uma história real, mas há determinados momentos em sua história que nos fazem acreditar terem sido inspirados por eventos da vida real.

Os créditos finais, por exemplo, trazem algumas imagens bem sombrias envolvendo magia negra e invocação.


De fato, a prática de magia negra (exista ela ou não) é algo presente na história da humanidade desde seus primórdios.

É claro que os nomes foram mudando com o passar dos anos e até mesmo aspectos da medicina já foram considerados bruxaria em determinados pontos da História.

O filme ainda faz questão de não deixar claro quando ele se passa, o que oferece uma atmosfera mais mística à narrativa. Mas, voltando a questão inicial: novamente, não, O Fascínio não é baseado em fatos.

Ainda assim, podemos imaginar alguns pontos de sua história acontecendo, portanto cabe à imaginação do espectador.

Mais sobre O Fascínio

O terror italiano se passa no Sul da Itália e acompanha uma jovem mulher que vai visitar a mãe do seu noivo.

Ao chegar, estranhos eventos começam a ocorrer e a protagonista precisa enfrentar uma maldição que quer tomar controle da sua filha.

A obra foi comparada a O Bebê de Rosemary, A Bruxa, O Exorcista, dentre outros filmes sobre possessão.

O elenco de O Fascínio conta com Riccardo Scamarcio, Mía Maestro, Giulia Patrignani, Mariella Lo Sardo, Federica Rosellini e Raffaella D’Avella.

A direção é de Domenico Emanuele de Feudis, com roteiro de Daniele Cosci, Domenico Emanuele de Feudis e Davide Orsini.

O Fascínio já está disponível na Netflix.