Henry Cavill interpreta Sherlock Holmes em Enola Holmes da Netflix, e sua versão do Grande Detetive continua sua confusão com o Superman.

Criado por Sir Arthur Conan Doyle, Sherlock Holmes fez sua estreia em 1887 em Um Estudo em Vermelho e passou a aparecer em vários contos e romances, tornando-se um dos personagens mais populares e queridos da literatura.

O detetive foi adaptado para diferentes mídias por mais de cem anos, e alguns artistas o pegaram emprestado e outros personagens para fazer suas próprias histórias, com alguns até expandindo seus bastidores.


Entre estes artistas está Nancy Springer, autora de Os Mistérios de Enola Holmes, uma série de romances de ficção para jovens adultos que deu a Sherlock (e Mycroft) uma irmã mais nova: Enola.

A mais jovem Holmes parou de ver seus irmãos quando ela era pequena e se reuniu com eles anos depois, depois que sua mãe, Eudoria, desapareceu.

Enola menciona que ela sempre gostou de Sherlock e ele era seu irmão favorito, e é fácil ver o porquê, já que essa versão de Sherlock é muito diferente da original.

Os personagens de Springer saltaram para o cinema em Enola Holmes, da Netflix, com Henry Cavill como Sherlock Holmes, cuja interpretação do detetive espelha sua versão de Superman no DCEU.

Abordagem bem diferente

Sherlock de Enola Holmes é mais aberto com seus sentimentos e muito mais abrangente do que o dos livros, o que dá ao personagem algum frescor sem se desviar da essência do personagem.

Essa mudança realmente fez com que a Netflix fosse processada pelo Conan Doyle Estate, pois eles argumentaram que o “emocional Sherlock Holmes” viola direitos autorais, pois as histórias em que ele é descrito como tendo emoções foram publicadas entre 1923 e 1927 e, portanto, não caem sob o domínio do público domínio.

O Sherlock Holmes pós-cultural diferente de Cavill espelha o que ele fez com seu Superman no DCEU, que também era muito diferente do super-herói encontrado nas histórias em quadrinhos e filmes anteriores.

Enola Holmes, com Henry Cavill como Sherlock Holmes, já está disponível na Netflix.