O polêmico documentário sobre Michael Jackson, Deixando Neverland (Leaving Neverland) vai ganhar uma continuação, com o mesmo diretor, Dan Reed.

Conforme matéria de Jake Kanter no Deadline, Reed tem filmado no tribunal superior de Los Angeles, após Wade Robson e Jame Safechuck terem iniciado um processo contra as companhias que continuam o legado de Michael Jackson, a MJJ Productions e MJJ Ventures.

Robson e Safechuck acusaram o falecido cantor de assédio sexual.


Tanto o diretor do documentário sobre Michael Jackson, quanto sua produtora, a Amos Pictures, foram intimados a prestarem depoimentos no julgamento, além de entregarem documentos e materiais relacionados a Deixando Neverland e a continuação.

O diretor atualmente tenta derrubar as intimações judicialmente. Ele é apoiado por Louisa Compton, chefe de notícias e assuntos internos do Channel 4, que produziu Deixando Neverland junto da HBO.

O documentário foi responsável por trazer à tona, novamente, toda a polêmica envolvendo supostos assédios cometidos por Michael Jackson, além de sua suposta pedofilia.

Última performance

Um vídeo revela a última performance de Michael Jackson, dois dias antes de sua morte. Trata-se de um ensaio para This Is It.

Na época, o Rei do Pop estava ensaiando para show em Londres. Mesmo pouco antes do seu falecimento, o artista prova que conseguia dançar perfeitamente, com sua voz e presença dominando o local.

O vídeo, contudo, termina de maneira emocionante. Ao término do ensaio, Michael Jackson fecha seus olhos, olha para cima e sorri para as luzes, com tudo escurecendo.

Dorian Holley, diretor vocal do tour de Michael Jackson, que nunca aconteceu, falou sobre esses momentos finais do astro.

“Ele estava brilhando, e você conseguia enxergar isso. Ele finalmente estava vendo tudo funcionando”.

Holley, que trabalhava com Michael Jackson desde 1987, notou que havia algo de diferente sobre ele nesses dias finais, que ele estava mais contemplativo.

Veja o vídeo, abaixo.