Rebecca: A Mulher Inesquecível chegou recentemente à Netflix e já é uma das produções mais assistidas do serviço de streaming no momento.

O longa-metragem é na verdade um remake de um clássico comandado por Alfred Hitchcock em 1940. Na direção da nova versão, temos Ben Wheatley, de No Topo do Poder.

Na trama, uma jovem recém-casada chega à imponente propriedade da família de seu marido em uma costa inglesa varrida pelo vento e se vê lutando contra a sombra de sua primeira esposa, Rebecca, cujo legado vive em casa muito depois de sua morte.


Filme criticado

Embora viesse sendo carregado de boas expectativas, Rebecca: A Mulher Inesquecível não impressionou os críticos. Internacionalmente, muitos fizeram duras críticas ao remake da Netflix.

Brian Lowry, da CNN, apontou que Rebecca: A Mulher Inesquecível “não faz jus ao livro no qual foi baseado e muito menos ao clássico de Alfred Hitchcock”.

Randy Myers, do Mercury News, disse que o longa “não é um desastre”. Por outro lado, “não passa de um remake vazio com cenários elegantes e pessoas bonitas”.

Ann Hornaday, do Washington Post, resumiu seu sentimento em relação a Rebecca: A Mulher Inesquecível comentando que o longa “é simplesmente um melodrama genérico”.

No Rotten Tomatoes, Rebecca: A Mulher Inesquecível atualmente apresenta uma taxa de aprovação de 49% com os críticos. Já a taxa de aprovação com o público, no mesmo site, é de 50%.

No famoso agregador de críticas, o consenso da crítica diz: “O remake de Rebecca: A Mulher Inesquecível de Ben Wheatley é arrebatador de se ver, mas nunca chega ao cerne do material de origem clássico – ou justifica verdadeiramente sua própria existência.”

Rebecca: A Mulher Inesquecível já está disponível na Netflix.