50 Tons de Cinza se tornou um sucesso logo após o lançamento. Nas bilheterias, o filme alcançou a marca de US$ 570 milhões.

Parte desse sucesso já era esperada, uma vez que o filme foi inspirado no livro de E. L. James. A história vendia muito bem na literatura.

Além disso, 50 Tons de Cinza chamava atenção por levar uma história quente para Hollywood. Isso, claro, envolve diretamente os atores.


Porém, para choque dos fãs, Jamie Dornan e Dakota Johnson receberam salários baixos pelo filme – levando em conta o orçamento de US$ 40 milhões. Cada um recebeu US$ 250 mil pelo projeto.

Em Hollywood, incrivelmente, o valor é considerado baixo, por conta de tudo que envolvia o projeto. Depois, as estrelas de 50 Tons de Cinza conseguiram um grande aumento para as sequências.

Além disso, um valor vindo da bilheteria, não revelado, foi pago aos atores após o sucesso do primeiro 50 Tons de Cinza.

Salários maiores nas sequências

Para voltarem em 50 Tons Mais Escuros, os atores pediram um grande aumento. A renegociação, de fato, valorizou os famosos.

Os salários não foram revelados, mas chegaram na casa dos milhões. Sites especializados afirmam que o grande pagamento pode ser visto nas fortunas de Jamie Dornan e Dakota Johnson.

Após 50 Tons de Liberdade, que fecha a trilogia, cada um tinha uma fortuna avaliada em US$ 14 milhões.

A trilogia de filmes acompanha a história de Anastasia Steele e Christian Grey. A jovem estudante conhece e se apaixona pelo bilionário, que a apresenta um outro lado do sexo.

Os filmes de 50 Tons de Cinza podem ser vistos em plataformas digitais.