Sean Connery, astro de Hollywood e primeiro James Bond, o agente 007, morreu aos 90 anos no dia 31 de outubro. A informação foi confirmada pela família a BBC britânica.

A causa da morte do astro britânico não foi revelada até o momento desta publicação. Como primeiro 007, Sean Connery é relembrado como um dos melhores atores no papel.

Jason, o filho do astro, disse para BBC que o pai faleceu nas Bahamas, após “não estar bem por um tempo”.


“Ainda estamos trabalhando para entender esse evento que aconteceu, apesar de que meu não estava bem por um tempo”, disse Jason, contando que Sean Connery morreu com a família perto dele.

Em 2000, chegou a ser honrado como cavaleiro pela Rainha Elizabeth II. O título é a mais alta honraria do Reino Unido.

Escocês, Sean Connery deixa a esposa Micheline Roquebrune, com quem se casou em 1975. Antes disso teve um relacionamento com Diane Cilento, de 1962 até 1973.

Com Cilento, teve o filho Jason Connery, que o deu um neto. Cilento, a primeira esposa do astro, tinha falecido ainda em 2011.

Carreira de Sean Connery

Antes de se tornar ator, Sean Connery teve vários trabalhos em Edimburgo, na Escócia. Entre eles, chegou a ser um salva-vidas e se dedicou ao fisiculturismo.

Como artista iniciou a carreira em 1954. Em 1962, estreou no papel que marcaria a carreira dele: como James Bond, o 007.

O primeiro filme foi O Satânico Dr. No. Ao todo, teve sete filmes como o famoso agente. A despedida do papel foi em 1983, com 007: Nunca Mais Outra Vez.

Fora da franquia, o astro também brilhou com inúmeros trabalhos. Entre eles, O Vento e o Leão (1975), O Homem Que Queria Ser Rei (1975) e Indiana Jones e a Última Cruzada (1989).

Nesse último filme, teve uma parceria icônica com Harrison Ford. Sean Connery, inclusive, interpretou o pai do famoso personagem.

Em 1987, com Os Intocáveis, de Brian De Palma, ganhou o único Oscar da carreira dele. Foi um prêmio de Melhor Ator Coadjuvante, como um durão policial da era da Depressão em Chicago.

Mesmo na casa dos 70 anos, Sean Connery continuou um grande astro de Hollywood no final dos anos 1990. Em 1999, foi eleito o Homem Mais Sexy do Século pela People.

No mesmo ano, foi aplaudido no filme Armadilha, com uma jovem Catherine Zeta-Jones. Como um ator que lançou tendências, como a franquia 007, Sean Connery também teve um famoso filme vindo dos quadrinhos no currículo.

Em 2003, foi a grande estrela de A Liga Extraordinária. Até hoje, muitos fãs acreditam que o filme de heróis merecia uma sequência.

Porém, esse foi o trabalho final de Sean Connery na telona. Depois, apenas dublou em 2012 na animação Sir Billi, encerrando uma carreira icônica em Hollywood.