Destruição Final: O Último Refúgio é uma das atrações no cinema no Brasil. O filme chega com a clássica trama de uma catástrofe na Terra.

Pelo tema já ter sido bastante usado no cinema, muitos fãs ficam em dúvida sobre assistir ou não. Mas, Destruição Final: O Último Refúgio, que tem a brasileira Morena Baccarin, está com uma grande marca até o momento.

No agregador de críticas Rotten Tomatoes, o filme aparece, até o momento, com 100% de aprovação. Até esta publicação, seis análises tinham sido computadas.


Enquanto isso, a situação é outra com o público. Com 118 opiniões, a aprovação fica em 64%.

Em críticas individuais, a opinião positiva da crítica pode ser vista. Como no texto de Jordan Mintzer, do The Hollywood Reporter.

“Como um filme de Roland Emmerich com orçamento menor, bombástico e patriota, Destruição Final: O Último Refúgio é uma experiência sombria e mais real, sendo grande apenas quando necessário (e pode pagar por isso)”, afirma trecho do texto.

Trama de Destruição Final: O Último Refúgio

Na trama de Destruição Final: O Último Refúgio, uma família luta pela sobrevivência quando um cometa destruidor de planetas chega à Terra. John Garrity, a sua ex-mulher Allison, e o seu jovem filho, Nathan, fazem uma perigosa viagem até à sua derradeira esperança de salvação.

Por entre terríveis relatos de destruição a nível mundial, a família Garrity encontra o melhor e o pior da humanidade, à medida que a contagem decrescente para o apocalipse global se aproxima do zero.

O elenco traz dois nomes conhecidos do público: Gerard Butler vive John Garrity, enquanto Morena Baccarin interpreta sua ex-esposa. O ator, é claro, é amplamente conhecido por seu papel como Rei Leônidas de 300, e a atriz também conta com uma interessante jornada em Hollywood, tendo participado da série Gotham e dos filmes de Deadpool.

No Brasil, Destruição Final: O Último Refúgio já está em cartaz em sessões de pré-estreia. Depois, ganha lançamento oficial em 19 de novembro.