Como o próprio personagem principal do próximo filme, Batman do diretor Matt Reeves está envolto em um véu escuro de mistério.

Muito do elenco foi revelado – Robert Pattinson está vestindo a famosa capa e capuz, e Paul Dano está assumindo o manto verde de Charada – mas fora isso, a maioria das informações disponíveis vem em pedaços.

Indiscutivelmente o detalhe mais importante que Reeves deixou escapar para o mundo é este: ao invés do eficiente e experiente Batman que o público conhece, a versão de Pattinson do personagem está apenas dois anos em sua cruzada de combate ao crime.


Os espectadores podem esperar muitos erros e julgamentos equivocados em nome deste super-herói mais jovem e mais desenfreado.

Mesmo em seus primeiros dias, no entanto, Batman nunca trabalhou totalmente sozinho. Pode não haver nenhum Robin na tela ainda, mas quando o Cavaleiro das Trevas chega em casa machucado e espancado, o mordomo fiel da família Wayne, Alfred Pennyworth, está sempre lá para consertá-lo.

Em Batman, Andy Serkis é definido para preencher o papel desse adorável personagem, interpretado no passado por nomes como Jeremy Irons e Michael Caine. Isso é muito bom – Serkis com certeza fará um ótimo trabalho -, mas certos rumores sobre Alfred estão preocupando os fãs.

Rumor preocupante

Antes que a notícia de que Ben Affleck retornaria como Batman no próximo filme Flash fosse tornada pública, alguns “insiders” previram isso corretamente. Eles parecem ter ouvidos nas paredes da Warner Bros., porque eles fizeram uma afirmação chocante sobre a trilogia do Batman de Reeves também.

De acordo com fontes não identificadas próximas ao site de boatos We Got This Covered, Alfred pode não viver para ver o jovem Bruce Wayne cumprir seu potencial como o Batman.

A agência relata que “supostamente é o mordomo de Bruce Wayne, Alfred Pennyworth, que vai morrer em algum momento na trilogia de filmes do Batman do diretor Matt Reeves”.

Só o tempo dirá se esses “insiders” estão corretos ou não, mas se Alfred morrer em Batman, esta seria a prova definitiva de que tudo pode acontecer na versão reinventada de Reeves deste canto do Universo DC.

Todos podem recitar a história de origem do Batman como se fosse o mantra de suas vidas: depois que seus pais são mortos, Bruce se dedica a garantir um futuro mais seguro para Gotham City, aprendendo as melhores maneiras de combater o crime.

Matar Alfred depois que Bruce já se tornou o Batman – e enquanto ele ainda está em seus anos de formação de herói, nada menos? É uma pílula difícil de engolir. Que tipo de combatente do crime ele se tornaria se esse boato se provar verdadeiro?

Um Batman sem um mentor ou zelador parece dez vezes mais perigoso do que qualquer outro Batman.

Alfred morreu algumas vezes nos quadrinhos antes, embora suas mortes possam ser atribuídas principalmente a histórias separadas da continuidade principal da DC (um conceito nebuloso por si só graças a reformulações, mas isso é uma história para outro dia).

No que diz respeito aos quadrinhos do Batman, o mordomo pagou o preço final duas vezes: uma vez nos anos 60, ao salvar Batman e Robin de uma pedra caindo, após o que ele foi revivido através da ciência dos quadrinhos; e uma vez em 2020, quando o inimigo de longa data do Batman, Bane, quebra seu pescoço.

Para dizer o mínimo, Batman não sai ileso de nenhuma das provações.

Os fãs só podem rezar para que esses “insiders” estejam errados – por mais interessante que seja a história, os espectadores não querem Alfred morto mais do que o próprio Batman gostaria.