Top Gun: Morte foi alterada por motivo curioso

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Top Gun é um dos filmes mais icônicos da década de 1980, deixando sua marca em tudo, desde sua trilha sonora memorável ao seu papel no desenvolvimento de Tom Cruise como uma das estrelas de cinema mais lucrativas de Hollywood.

Inspirado por um artigo de 1983 na California Magazine, Top Gun é uma história fictícia baseada na vida na verdadeira US Naval Air Station Miramar no Condado de San Diego, Califórnia, que até 1996 foi a casa do programa United States Navy Strike Fighter Instructor, apelidado de TOPGUN.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Como no filme, TOPGUN foi para onde os maiores aviadores navais dos Estados Unidos foram enviados para treinar nas mais avançadas e intensas manobras de combate aéreo, tornando-se uma das equipes mais espetaculares de pilotos talentosos – e egos – do mundo.

Usando o artigo da Califórnia e uma extensa pesquisa de base como guia, os produtores Jerry Bruckheimer e Don Simpson, o diretor Tony Scott e os roteiristas Jim Cash e Jack Epps Jr. criaram a história do Tenente Pete “Maverick” Mitchell, um aviador naval famoso que está decidido a provar que é o melhor piloto vivo.

Parte drama militar, parte filme de esportes e parte romance, Top Gun captou a atenção do público de todo o mundo e, para melhor ou pior, lançou uma nova era no cinema de guerra americano.

Como acontece com qualquer filme deste tamanho, há muito melodrama de bastidores para explorar, o suficiente para que mesmo os fãs mais ávidos do filme não conheçam a história toda. Muitos podem não saber, por exemplo, que uma importante morte de Top Gun foi reescrita por um motivo bem inusitado.

A Marinha reescreveu a morte de Goose

Garantir a cooperação do Departamento de Defesa dos Estados Unidos para um filme envolvendo os militares pode economizar milhões de dólares na produção, mas vem com restrições.

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos só cooperará com produções que retratem os militares favoravelmente e possam auxiliar nos esforços de recrutamento, e insistirá em revisões do roteiro para alinhá-lo com a imagem que deseja projetar.

Isso pode incluir a omissão ou revisão de representações historicamente precisas que o Pentágono considera desagradáveis. As produções que se recusam a fazer as edições necessárias – como o drama militar de Tom Cruise, Nascido em 4 de Julho – precisam se virar sem esses recursos, que podem inflar significativamente seus custos de produção.

Como Top Gun foi escrito com o objetivo de agradar à Marinha em mente, o conselheiro técnico selecionado pela Marinha e instrutor aposentado do TOPGUN Pete “Viper” Pettigrew teve que solicitar relativamente poucas mudanças substantivas no roteiro.

A maioria das revisões de Pettigrew era em relação à precisão das manobras de combate aéreo ou da vida na Estação Aérea Naval Miramar.

Mas uma mudança na história que a Marinha insistiu foi a morte de Nick “Goose” Bradshaw (Anthony Edwards), que teria morrido como resultado de uma colisão no ar entre dois F-14s.

De acordo com o documentário oficial Danger Zone: The Making of Top Gun, Pettigrew teve que conceber outra causa realista para a queda mortal de Goose que envolveria apenas uma aeronave, que é a versão que foi filmada.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio