Veja a referência ao Batman que fãs da DC não notaram em Coringa

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Coringa foi um grande sucesso de 2019. O filme da DC até deu o Oscar para Joaquin Phoenix como Melhor Ator.

Por ser um filme baseado nos quadrinhos, o longa conta com muitas referências. Mas, uma delas passou despercebida pelos fãs da DC.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A referência, ou easter egg como também pode ser chamada, é sobre o Batman. A revelação foi feita porque o site Cinema Blend recuperou um comentário do diretor Todd Phillips do DVD de Coringa.

A referência em questão é quando o pequeno Bruce Wayne está na mansão e vai encontrar o Coringa. Ele escorrega em um poste antes de ver o personagem.

Como o cineasta revelou, essa é uma referência à clássica série do Batman dos anos 1960. Nela, Bruce Wayne e o Robin escorregavam por um poste na base deles antes de entrarem em ação.

“Eu não gosto do termo easter egg. Mas, quando o pequeno Bruce desce em um poste é uma referência para série de TV do Batman? É sim”, afirma o cineasta.

Diretor critica filme do Coringa

O diretor David Fincher (Clube da Luta) acusou Hollywood de virar as costas para a produção de filmes inovadores e afirmou que os estúdios estão seguindo suas pistas criativas de glórias passadas, enquanto serviços de streaming como a Netflix impulsionam o meio para frente.

“Acho que os estúdios ficam felizes em dizer: ‘Vamos gastar US$ 250 milhões nisso, e US$ 4 milhões nisso, e deixar tudo no meio para outra pessoa’”, disse ele em entrevista ao Telegraph.

“Acho que eles ficam felizes em tirar essas coisas do prato. Mas também acho que os filmes desafiadores de orçamento médio tendem a definir para onde os filmes maiores irão.”

Ele sugeriu a história de origem de Coringa, que arrecadou US$ 1 bilhão, da Warner Bros. – cujo protagonista Joaquin Phoenix ganhou o Oscar de Melhor Ator no início de 2020 – como um exemplo de produto de estúdio da era das franquias seguindo dicas criativas de um trabalho mais original.

“Ninguém teria pensado que tinha uma chance de ter um sucesso gigante com Coringa se Batman: O Cavaleiro das Trevas não fosse tão bem-sucedido quanto foi em 2008”, disse ele.

“Eu não acho que ninguém teria olhado para aquele material e pensado: ‘Sim, vamos pegar Travis Bickle e Rupert Pupkin e combiná-los, então prender o personagem em uma traição aos doentes mentais, e arrecadar um bilhão de dólares.’”

Travis Bickle e Rupert Pupkin são os protagonistas de Taxi Driver – Motorista de Táxi e O Rei da Comédia, dois filmes clássicos de Martin Scorsese da era de “Nova Hollywood” dos anos 1970 e 80 aos quais Coringa foi amplamente comparado.

Ambos os personagens foram interpretados por Robert De Niro, que apareceu em Coringa como o apresentador de talk show Murray Franklin.

“Tenho certeza de que a Warner Bros. pensou que por um determinado preço, e com o elenco certo, e com De Niro vindo junto, seria possível um grande retorno na bilheteria”, acrescentou.

“Mas não posso imaginar que o filme teria sido lançado se fosse 1999.”

Coringa, com Joaquin Phoenix, está agora disponível no HBO Go.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio