Bohemian Rhapsody provou ser um grande sucesso nas bilheterias, trazendo uma versão, com muitas liberdades criativas, da vida de Freddie Mercury e do Queen. Existe algo, contudo, que o filme acabou não incluindo na sua narrativa.

Em entrevista a George Simpson, do Express, Brian May, o guitarrista do Queen, falou sobre algo da história da banda que acabaram não incluindo no longa-metragem.

“Algumas vezes antes de 1986 nós nos separamos e você meio que vê uma referência a isso no filme. Essencialmente isso é verdade, nós nos separamos por um tempo. Mas sempre tínhamos a sensação de que a nave mãe estava lá”, disse May, referindo-se à banda como a nave mãe.


“Nós chamávamos o Queen de nave mãe. E dizíamos, ‘quando estivermos prontos vamos voltar para a nave mãe'”.

May estranhou isso não ter sido incluso no filme, mas entendeu o porquê disso.

“Estranhamente, isso não está no filme, mas não dá para colocar tudo em um filme. Não dá para colocar 20 anos de história em duas horas”.

Confusões nas filmagens

Bohemian Rhapsody passou por alguns problemas antes de chegar aos cinemas. Primeiro o ator principal, Sacha Baron Cohen (Borat), deixou o projeto em razão de “diferenças criativas” com o Queen. Depois, o diretor Bryan Singer foi demitido após não retornar do feriado de Dia de Ação de Graças.

Isso tudo poderia ocasionar em um filme desastroso, transformando o set em um inferno. Mas, segundo Rami Malek, que substituiu Cohen como Freddie Mercury, a atmosfera no set tornou o elenco mais unido.

“Algo extraordinário aconteceu, todos nos unimos pelo filme”, disse o ator a Alex Bhattacharji, da revista GQ. “Desenvolvemos uma dependência natural uns nos outros para fazer algo incrível e cuidarmos uns dos outros. Criamos amizades que são para a vida toda”.

Foi o próprio Rami Malek quem convenceu Dexter Fletcher a assumir a direção de Bohemian Rhapsody e terminar o filme.

“Ele disse para mim, de forma bem emotiva, ‘olha, você poderia cag*r no meio do set e todos continuariam pensando que você é incrível’. Foi algo engraçado, mas ousado de se dizer”, disse Dexter Fletcher.

“Foi sua compaixão e apoio que fez o restante do elenco se apoiar nele”, continuou o diretor.

Bohemian Rhapsody está disponível em DVD, Blu-ray e em mídias digitais.