O elenco cada vez maior de personagens que habitam o mundo mágico fictício de Harry Potter se destaca como algumas das figuras mais reconhecidas da cultura pop – por razões boas e más.

Nomes como Alvo Dumbledore (Richard Harris, Michael Gambon e, posteriormente, Jude Law) e Alastor Moody (Brendan Gleeson), por exemplo, emprestam seus talentos mágicos para ajudar seus aliados e tornar o mundo um lugar mais seguro.

Outros, incluindo Bellatrix Lestrange (Helena Bonham Carter) e Lucius Malfoy (Jason Isaacs), optam por abusar de seus dons em busca de empreendimentos egoístas e malvados.


Por anos, fãs de livros e filmes de Harry Potter citaram Lord Voldemort (Ralph Fiennes) como o mais assustador desses malfeitores, e por boas razões. Dado seu olhar intimidante e feitiço magistral, é difícil fazer um caso sólido contra essa afirmação.

No entanto, há um mago que a saga Harry Potter apenas mencionou fugazmente, que agora está se transformando em um personagem importante nos prelúdios de Animais Fantásticos e poderia facilmente destronar o Lorde das Trevas nesse aspecto: Gellert Grindelwald.

Anteriormente interpretado por Johnny Depp, o mago fez sua estreia no cinema em Animais Fantásticos e Onde Habitam, de 2016, consolidando-se como o principal antagonista do filme e uma das maiores ameaças do Mundo Mágico.

Seu desejo de alcançar os trouxas, e seus meios violentos de fazer isso, são preocupantes o suficiente. É sua proficiência com um dos artefatos mágicos mais poderosos, porém, o que torna ele e suas intenções ainda mais preocupantes. Simplificando, o ex-Tom Riddle não chega perto do potencial assustador de Grindelwald.

O mago mais assustador

No Mundo Bruxo, não existe uma única varinha mais notável do que a poderosa e igualmente perigosa Varinha Ancestral, tornando quem a empunha quase impossível de ser detido.

Ela concede ao seu dono habilidades diferentes de qualquer coisa que uma varinha tradicional tenha a força manifestada e, como resultado, é efetivamente impossível para qualquer mago ou bruxa controlá-la com sucesso.

No entanto, para Gellert Grindelwald, que passou grande parte de seus anos de formação trabalhando e estudando-o, o objeto provou ser a ferramenta perfeita para executar seus planos maliciosos.

Conforme discutido pela escritora do Screen Rant, Pri Rosa, Voldemort e Grindelwald merecem reconhecimento como homens notavelmente sinistros, mas a familiaridade do último com a Varinha das Varinhas o torna um pouco mais assustador dos dois.

No momento em que Grindelwald começou a correr pelo Mundo Mágico como um adulto, ele tinha total controle sobre a varinha e, por procuração, acesso à magia negra que nenhum outro mago poderia enfrentar.

Foi preciso Dumbledore, amigo de infância e amante de Grindelwald, para fazer o que ninguém mais podia: derrotá-lo e revogar sua arma, em um duelo para sempre.

Para efeito de comparação, Voldemort segurou a Varinha das Varinhas por um breve período, mas falhou miseravelmente em controlar seu poder, muito menos em realizar seu planejado genocídio trouxa.

Ele finalmente caiu nas mãos de Harry Potter (Daniel Radcliffe) e, no final, não teve chance de chegar perto do nível de Grindelwald com a Varinha das Varinhas. Isso torna incrivelmente claro quem realmente é o verdadeiro “grande mal” da franquia.